Notícias

MEC descredencia faculdades baianas

Publicado em 16/07/2014 às 14h25

O Ministério da Educação descredenciou 28 instituições de ensino superior em todo o Brasil. Entre elas, duas faculdades baianas: a Faculdade Católica de Ciências Econômicas da Bahia (Facceba) e a Escola Superior de Estatística da Bahia (Eseb), ambas situadas no bairro de Nazaré.

A decisão foi publicada ontem, no Diário Oficial da União, e já está em vigor. As faculdades terão até 30 dias para apresentação de recurso contra a decisão de descredenciamento junto ao Conselho Nacional de Educação.

A reportagem da Tribuna  tentou contato com os responsáveis pelas instituições baianas, mas não obteve sucesso. Elas têm dez dias para publicar, em pelo menos dois jornais de grande circulação do estado, a decisão de descredenciamento feita pelo MEC e indicar o telefone e o local de atendimento aos alunos para entrega de documentação e demais orientações.

Enquanto isso, as aulas de graduação e pós-graduação ficam suspensas e os alunos deverão procurar outra faculdade para dar continuidade no curso. Ainda de acordo com a determinação do MEC, mesmo descredenciadas, o setor de secretaria das instituições deverá continuar funcionando para que sejam entregues os documentos acadêmicos de cada um de seus alunos.

Além das instituições de Salvador, também foram descredenciadas a Faculdade Católica Dom Aquino de Cuiabá, a Faculdade de Engenharia e Tecnologia do Instituto Mairiporã de Ensino Superior, de São Paulo, o Instituto de Educação Superior São Francisco de Assis de Teófilo Otoni, Minas Gerais, entre outras. Todas essas tiveram os processos administrativos instaurados em fevereiro deste ano.

A mesma medida foi aplicada à Universidade Gama Filho e ao Centro Universitário da Cidade (UniverCidade) em janeiro deste ano. Cerca de dez mil alunos tiveram que pedir transferência para outras faculdades. 

Fonte: Tribuna da Bahia

 

 
Compartilhar

Governador anuncia R$ 548 milhões para aeroportos baianos

Publicado em 16/07/2014 às 14h21
Governador e ministro da Aviação Civil anunciam R$ 548 milhões para aeroportos baianos
Foto: Divulgação
 
O governador Jaques Wagner recebe na Governadoria, na tarde desta quarta-feira (16), o ministro-chefe da Aviação Civil, Moreira Franco, que anunciará o investimento de R$ 548 milhões nos aeroportos de Barreiras, Lençóis, Irecê e Teixeira de Freitas.
 
Eles foram contemplados pelo “Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos”, que tem o objetivo de fortalecer e reestruturar a aviação regional brasileira.
 
Os terminais aéreos baianos passaram pelas fases de elaboração de cenários por projetistas, análise de estudos técnicos e agora partem para a fase da licitação das obras. O aeroporto de Barreiras foi o primeiro do Brasil a receber os investimentos da iniciativa, que contemplará 270 aeroportos regionais em todo o país.
 
A autorização para a construção de um novo terminal foi assinada pelo ministro Moreira Franco em abril.
 
 
 
Compartilhar

Aulas de rede municipal reiniciam nesta segunda-feira (14)

Publicado em 14/07/2014 às 10h13

 

Com reunião de planejamento dos professores, o segundo semestre do ano letivo da rede municipal em Irecê, se inicia nesta segunda-feira (14). Porém, as aulas normais começam na terça-feira (15), inclusive, na Escola de Educação Infantil, Rená Marques Dourado, na Vila Esperança, inaugurada este mês pelo prefeito Luizinho Sobral. O secretário de Educação, Silú Dourado, fez questão de desejar um segundo semestre produtivo para os professores municipais e para os quase 10 mil alunos da rede.

Fonte: Prefeitura

Compartilhar

Mulher é presa transportando 53 kg de cocaína em carro de luxo

Publicado em 14/07/2014 às 10h11

Uma mulher foi presa neste sábado (12) ao ser flagrada transportando 53kg de cocaína enquanto trafegava pela BR-116, próximo ao município de Poções, no Sudoeste da Bahia.

 

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a mulher foi presa dirigindo um Hiundai Santa Fé. Ao ser parada em blitz, a mulher demonstrou nervosismo, o que despertou a atenção dos policiais. Ela disse que viajava sozinha para visitar familiares em Aracaju.

 

Os policiais revistaram o veículo e encontraram a droga escondida atrás do banco traseiro do veículo. A mulher revelou, então, que transportaria a droga até Jequié. Ela foi presa e encaminhada à Polícia Federal em Vitória da Conquista.

Mulher foi presa em flagrante transportando cocaína (Foto: Divulgação/PRF)

 
Fonte: Correio
Compartilhar

Estudantes em lista de espera começam a ser convocados no Sisu

Publicado em 14/07/2014 às 10h02

Os estudantes em lista de espera no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam a ser convocados a partir de hoje (14) pelas instituições de ensino. Nesta etapa, cada instituição participante define os procedimentos para a ocupação das vagas não preenchidas nas chamadas regulares.

É de responsabilidade do estudante acompanhar as convocações e observar prazos, procedimentos e documentos exigidos para a matrícula. Cada instituição publica edital próprio que estabelece essas regas e informa sobre horários e locais de atendimento.

A segunda edição do Sisu de 2014 teve 1.214.259 candidatos inscritos, o que representa crescimento de 54% em relação à mesma edição do ano passado, quando 788.819 estudantes se inscreveram.

O curso mais procurado foi medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com 26,2 mil inscritos e concorrência de 163,8 candidatos por vaga. Em seguida está direito, também na UFMG, com 20,3 mil inscritos e 101,79 candidatos por vaga. Em terceiro lugar, vem o curso de análise e desenvolvimento de sistemas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, que recebeu 18 mil inscrições, 50,22 candidatos por vaga.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação pelo qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção tem duas edições por ano. Puderam participar aqueles que fizeram o Enem de 2013 e não tiraram zero na redação. Nesta edição do meio do ano, o sistema oferece 51.412 vagas. O crescimento da oferta foi inferior ao crescimento da demanda por vagas, 29% em relação ao ano passado.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Felipão não continuará como treinador da seleção brasileira

Publicado em 14/07/2014 às 09h56
Felipão não continuará como treinador da seleção brasileira
Foto: Getty Images
 
O final da Copa do Mundo no Brasil, coincidentemente, foi o ponto final também da segunda 'Era Felipão' à frente da seleção brasileira de futebol.
 
No final da noite deste domingo (13), de acordo com informações da Rede Globo, o técnico Luiz Felipe Scolari foi comunicado que não seguirá como comandante do time canarinho. Além dele, a emissora informou que o coordenador da seleção, Carlos Alberto Parreira, não renovará o contrato com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), assim como outro membros da comissão técnica: Flávio Murtosa (auxiliar).
 
Felipão, que na segunda passagem conquistou o título da Copa das Confederações, deixou o comando da seleção brasileira depois de 29 partidas. Neste período, inferior a dois anos, Scolari venceu 19 vezes, empatou seis e perdeu apenas em quatro oportunidades, duas delas na Copa do Mundo.
 
Foi sob seu comando, no mundial, que o Brasil sofreu a maior goleada da história ao perder para Alemanha por 7 a 1. O anúncio oficial da CBF, segundo a Globo, acontecerá nesta segunda-feira (14) através do presidente José Maria Marín. O nome do provável substituto não está confirmado, mas, dentro do mercado nacional, o ex-treinador do Corinthians Tite ganha força.
 
Desde que saiu do time paulista, no início do ano, o técnico segue sem assumir qualquer agremiação. Seja Tite ou qualquer outro treinador, o comandante da seleção brasileira terá muitas batalhas pela frente: Copa América, Eliminatórias para Copa de 2018 e Olimpíada (2016). 
 
Compartilhar

Alemanha deixa saudades e relíquias em Cabrália

Publicado em 14/07/2014 às 09h49
  •  

  • O garoto Otávio exibe camisa que ganhou de Khedira

Certamente o menino Otavio, 9 anos, não conseguiu pregar o olho na noite passada. Chegou a hora de seus heróis se despedirem do distrito de Santo André, em Santa Cruz Cabrália. E nesta sexta-feira, 11, é a derradeira chance de ter mais um contato com os ídolos.

Otavio Santana, apelidado de Coquinho, foi indicado pela escola de Santo André para, a pedido de uma TV alemã, estar presente na última coletiva de imprensa da seleção do país na Bahia. A equipe embarca nesta sexta, às 19h30, de Porto Seguro para o Rio de Janeiro. De lá, ganhando ou perdendo a final no domingo, pega seu voo de volta para Berlim, na segunda.

A indicação de Coquinho para a matéria foi porque ele se destacou entre as crianças que mais encantaram os alemães. No dia 11 de junho, quando a seleção fez uma visita e pegou um baba na escola, ele divertiu a todos e ainda marcou um gol no time liderado por Özil e Schweinsteiger.

A partir dali, virou fã incondicional da seleção e passou a segui-la  em Santo André. Há uma semana, veio a recompensa. A pesada barreira policial que isola a concentração alemã permitiu que o garoto passasse. Quando soube que havia um fã na porta, o volante Khedira foi até lá  e lhe deu uma camisa.

Vivenciando tudo isso, Coquinho deixou de lado até  a Seleção Brasileira e seu time do coração, o Flamengo. "Sou só Alemanha. Até contra o Brasil torci por eles. No vídeogame, só jogo com a Alemanha. Vai ser muito chato não ter mais eles por aqui", disse.

O sentimento de saudade, autógrafos e camisas como a de Khedira, carregados por Coquinho, são marcas que os alemães deixam para serem compartilhadas eternamente em Cabrália.

Na escola de Santo André, estão uma camisa e bicicletas autografadas pela seleção. A ideia é, no futuro, leiloar as relíquias. Cada uma das bicicletas, por exemplo, está avaliada em R$ 4 mil. No mais, circular pela cidade é certeza de uma série de histórias para se escutar e de saber que objetos teoricamente comuns vão se tornar até herança de família.

Autógrafo e jornal

Tereza Rajão, que trabalhou como voluntária na Copa, tem um jornal A TARDE plastificado com um autógrafo de Schürrle. O motivo: a edição tem uma foto do filho dela de 8 anos, João, com o atacante. O garoto, por sinal, tem uma camisa do Atlético-MG e um álbum de figurinhas repletos de assinaturas dos  alemães.

"Conseguimos também mais de 100 fotos com os jogadores. Todo esse material vai virar um book contando o que vivemos neste último mês. Vou fazer mais de uma edição, para distribuir entre parentes e guardar para filhos e futuros netos", disse Tereza.

Antonio Abreu, funcionário de um resort de Santo André, também tem suas relíquias. "Na quarta,  vi o Joachim Löw (técnico), que me presenteou. Eram camisas que ele usa no treino.   Tremi as pernas quando recebi o presente. Tinham até as iniciais JL, de Joachim Löw. A camisa branca eu dei para minha esposa. A vermelha ficou para mim.  Mas, só vou usar no domingo  para tirar onda com os amigos. Depois, vou emoldurar. Tenho um filho de dois anos. No futuro, vou lhe dar a camisa e dizer:  'Ela foi usada pelos tetracampeões mundiais aqui em Santo André'".

Fonte: A Tarde

Compartilhar

Invasões no Maracanã foram o ponto fraco da segurança na Copa

Publicado em 14/07/2014 às 09h39

Após invasões, Fifa aceitou PM nos estádios; protestos caíram em junho.
Insuficiência de vigias privados e álcool nas arenas geram reclamações.

Stewards (Foto: Reuters)
Stewards, os agentes de segurança privada contratados pela Fifa para as arenas da Copa, ficam de costas para o gramado, vendo os torcedores. A falta de qualidade e a insuficiência de vigias está entre as maiores reclamações de algumas polícias do país ouvidas pelo G1, em especial no Norte e Nordeste (Foto: Reuters)

 

Os principais temores em relação à segurança na Copa do Mundo, como protestos, ações terroristas isoladas ou tumultos generalizados nas partidas e nas ruas, não se confirmaram. Mas, por outro lado, a segurança nos estádios, que ficou a cargo da Fifa, apresentou falhas, que ficaram evidentes nas invasões das torcidas argentina e chilena no Maracanã, no Rio, e também com ainvasão do campo na final, entre Alemanha e Argentina, por um torcedor que tentou abraçar jogadores.

“Antes do Mundial, havia muita preocupação de que algo poderia acontecer. Houve uma ameaça de bomba com um bilhete em Bauru, falando que não ia ter Copa. Havia expectativa de que provocassem, de alguma forma, a interrupção da circulação dos meios de transporte público, abandonassem alguma embalagem suspeita nas ruas”, diz o general Carlos Sardinha, que integrou a "cúpula" sobre a segurança da Copa em São Paulo.

G1 ouviu empresas privadas contratadas para prestar segurança nos estádios, delegados federais e civis, secretários de segurança, integrantes de agências civis e oficiais das Forças Armadas e das Polícias Militares dos 12 estados que sediaram o Mundial para descobrir o que deu certo e o que deu errado.

Para eles, a Copa do Mundo evidenciou a insuficiência e o despreparo dos agentes de segurança privada contratados pela Fifa (chamados de stewards) para lidar com torcedores, em casos de invasões, brigas e bebedeiras nas arenas (o álcool estava liberado nos jogos), que acabaram resultado em confusões nas partidas.

O que não Funcionou

A segurança privada contratada pela Fifa em estádios do Norte e Nordeste e do estádio do Maracanã, no Rio, foi alvo de críticas, depois de duas invasões ocorridas nesta última arena. Os incidentes fizeram a Fifa voltar atrás no seu plano de usar apenas vigilantes privados.

A primeira invasão aconteceu no primeiro jogo realizado no estádio carioca. No dia 15 de junho, um grupo de argentinos invadiu o setor D do Maracanã na partida contra a Bósnia. Um vídeo mostra o momento em que os torcedores aproveitaram a distração da segurança, pularam um muro e forçaram a abertura de um portão.

Torcedor tenta driblar a segurança da Fifa no gramado do Maracanã  (Foto: André Durão/Globoesporte.com)
Torcedor dribla segurança da Fifa no gramado do
Maracanã (Foto: André Durão/Globoesporte.com)
 
 

A segunda invasão ocorreu no confronto entre Chile e Espanha, no dia 18 de junho, quando mais de 80 chilenos sem ingresso invadiram o estádio pela sala de imprensa. Após o incidente, a Polícia Federal deu prazo de 72 horas para que eles deixassem o país. Já na final do Mundial, um torcedor que acompanhava a partida na arquibancada drilou os stewards e entrou no campo.

Por causa das invasões envolvendo argentinos e chilenos, a PM passou a fazer cercos à arena e a substituir os stewards (seguranças da Fifa) nas catracas e nas áreas de fluxo de pessoas.

Roubo de ingressos
A segurança nas imediações das arenas também não conseguiu impedir o furto e roubo de ingressos. Em São Paulo, alguns torcedores relataram o furto de ingressos para o jogo entre Chile e Holanda. Em outra partida em São Paulo, entre Uruguai e Inglaterra, no dia 19 de junho, foram registrados pelo menos 16 casos de ingressos furtados na entrada do estádio.

Em Fortaleza, ao menos 100 torcedores relataram que tiveram ingressos furtados no entorno da Arena Castelão antes do jogo do Brasil contra a Colômbia, no dia 4 de julho. Também na capital cearense, turistas denunciaram o furto de entradas nos jogos Alemanha x Gana, no dia 21 de junho, e Brasil x México, em 17 de junho.

O mesmo ocorreu em Porto Alegre, onde um torcedor teve ingresso, camiseta e boné roubados antes da partida Argentina e Nigéria. Alguns torcedores também se queixaram do furto de entradas em jogos no Maracanã, no Rio. Também foram registrados furtos de ingressos em outras cidades-sedes, como Cuiabá e Manaus.

 

O que Funcionou em partes

Steward corre atrás de torcedor que invadiu o campo no jogo Brasil e Colômbia, no Castelão, nas quartas (Foto: Fabrizio Bensch/AP)
Steward corre atrás de torcedor que invadiu o campo no jogo Brasil e Colômbia, no Castelão, nas quartas de final, no dia 4 de julho (Foto: Fabrizio Bensch/AP)

 

A falta de preparo e a insuficiência dos agentes da Fifa (chamados de stewards) foram alvo de reclamação em ao menos sete sedes. No Ceará e Distrito Federal, PMs foram deslocados da área externa para prestar segurança nas arquibancadas, em especial durante jogos do Brasil e da Argentina.

Em média, entre 700 e 1.300 stewards deveriam atuar em cada jogo. Mas, em alguns casos, cerca de 400 compareceram no dia e foi necessário pedir reforço de outras empresas de vigilância ou de PMs, que passaram a patrulhar as arenas e arquibancadas.

Em Natal (RN), a empresa contratada pela Fifa levou para os jogos cerca de 40% menos de stewards do que o necessário, segundo a PF. “Se constatou desinteresse por parte dos seguranças em trabalhar durante os jogos, o número estava bem abaixo do que havia sido recomendado", diz o delegado Kandy Takahashi, superintendente da PF no estado.

Apesar disso, Takahashi destacou que "não houve maiores prejuízo, apesar de ter gerado algum transtorno, principalmente no momento da entrada”. Ele ressaltou ainda que tentaram entrar nos estádios stewards descredenciados e que não tinham o curso exigido para grandes eventos, assim como com credenciais emprestadas de outros colegas.

Em Manaus, segundo o coronel Dan Câmara, a PM entrou nos estádios para orientar e organizar os stewards, que não sabiam, em muitos casos, como proceder. Já no Ceará, que recebeu dois jogos da seleção brasileira, a insuficiência de agentes fez o governo federal negociar com a Fifa aentrada de PMs nas arquibancadas.

No entanto o presidente da empresa Gassa, contratada pela Fifa para trabalhar na Arena Castelão, em Fortaleza, rebate as críticas feitas aos "stewards". “Muita gente critica nossos agentes, mas, dentro do estádio aqui, ninguém morreu, não teve problema. Todo mundo viveu e os jogos terminaram com sucesso”, diz Francisco das Chagas de Castro Neto.

O presidente da empresa Gassa alegou ainda que muitos funcionários faltaram ou chegaram atrasado, mas que conseguiu cumprir o contratado pela Fifa (400 vigilantes por jogo).

Ao G1, a Fifa disse que só falaria sobre a segurança em uma coletiva de imprensa após o término da competição.

Líder barra-brava é localizado no Mané Garrincha (DF), e nem se incomoda com vários PMs nas arquibancadas e apenas um steward (Foto: TV Globo/reprodução)Líder barrabrava é localizado no Mané Garrincha (DF),
e nem se incomoda com vários PMs nas arquibancadas
e apenas um steward (Foto: TV Globo/reprodução)

Torcedores violentos
Apesar do controle nas fronteiras e aeroportos, pessoas que estavam em listas de torcedores violentos conseguiram entrar no país e até assistir aos jogos.

Líder da "barra brava" Los Diablos Rojos, do Independiente, o argentino Pablo Alvarez, por exemplo, se fantasiou de suíço e conseguiu assistir ao jogo de sua seleção contra a Suíça, em São Paulo, pelas oitavas de final.

Após o jogo, ele ainda zombou da polícia ao publicar fotos em sua página no Facebook.

Ele acabou detido na partida seguinte da Argentina, contra a Bélgica, no estádio Mané Garrincha (DF). Ele foi localizado com uma camiseta do Flamengo e peruca de palhaço (foto acima) no meio da multidão que comemorava um gol.

Ele foi localizado após ter sua imagem confrontada com banco de dados criminal. Ele estava na lista de 1.500 argentinos ligados à violência no futebol e impedidos de entrar no país.

Brigas nas cidades-sedes
Em algumas cidades-sedes da Copa, estrangeiros foram vítimas de violência, envolveram-se em brigas ou foram alvo de furtos ou roubos. Em Salvador, um norte-americano de 24 anos antecipou a passagem de volta após ter sido agredido com um caco de vidro em assalto no Centro Histórico. O celular dele foi roubado e ele teve um corte nas costas e no pescoço.

No início da Copa, turistas tiveram cordões, joias e relógios levados. Um chinês, por exemplo, teve o celular roubado e uma pessoa foi ferida por um tiro de raspão no Pelourinho.  Na área da Fan Fest da capital baiana, pelo menos 32 pessoas foram vítimas de furtos durante a goleada da Alemanha sobre o Brasil. Também houve confusão, furtos generalizados e 6 detidos na Fan Fest de Copacabana, no Rio, durante a partida.

Também houve briga no lado de fora do Mineirão entre argentinos, brasileiros e colombianos que ficaram feridos durante uma partida da Argentina na cidade.

Em Recife (PE), houve um princípio de tumulto durante o jogo entre Brasil e Alemanha e um PM que estava em um cavalo caiu e foi pisoteado pelo animal. Também houve confusão e briga na arena da Fan Fest em Copacabana.

Em Belo Horizonte (MG), brasileiros e estrangeiros brigaram na saída do estádio Mineirão após a derrota do Brasil para a Alemanha por 7 a 1 nas semifinais. Já em Curitiba (PR), ônibus foram apedrejados e, em SP, ônibus foram incendiados.

 

O que funcionou

Durante a Copa, cerca de 160 mil policiais e militares do país inteiro, além de funcionários de agências públicas essenciais, participaram da segurança. Em cada uma das 12 sedes, foram criados três centros integrados para segurança pública, defesa e inteligência, que permitiram a troca de informações rápida para a solução de problemas. Segundo a Secretaria Extraordinária de Segurança Para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça, apesar de ainda não haver números fechados, a operação fez com que as capitais registrassem queda nos índices de criminalidade no período.

Apesar de confusões pontuais, como o incidente na abertura do Mundial, dia 12 de junho, na Arena Corinthians (SP), em que um atirador da Polícia Civil diz ter confundido um PM de São Paulo com um suspeito e pediu para abatê-lo, o entendimento comum é que o trabalho conjunto impediu que problemas pontuais provocassem grandes estragos.

“A integração foi a nossa grande arma. Atuando lado a lado, não havia delay [retardo] nenhum na troca de informações entre as instituições. Tínhamos na mesma mesa agentes que cuidam do saneamento, energia elétrica, metrô, trânsito, todo mundo buscando uma solução, sem precisar de intermediários e nenhum protocolo”, diz o delegado da PF Alexandre Lucena, que coordenou a segurança em Pernambuco.

"É a primeira vez no Brasil que acontece este tipo de integração, um trabalho conjunto com tantos órgãos para grandes eventos. E deu tudo certo em todas sedes da Copa. Este é um grande legado que fica para a segurança do Brasil”, diz o coronel do Exército Gilberto Barbosa Moreira, o coordenador do centro de defesa de São Paulo.

Protestos
Um ponto positivo é que não se concretizou o temor de protestos violentos durante o Mundial, diz a Sesge. Desde 11 de junho, 48.123 pessoas participaram de 209 manifestações pelo país, sendo que em 18 houve atos de vandalismo e confrontos. O mesmo número de atos – 209 – foi registrado só na cidade de São Paulo em junho de 2013, segundo a CET. Apenas entre 17 e 20 de junho do ano passado, 1,25 milhão de pessoas participaram de protestos em mais de 140 cidades brasileiras.

Em abril, o delegado Felipe Seixas, coordenador nacional da segurança de grandes eventos da Polícia Federal, disse ao G1 que temia que manifestações com confrontos piores do que os registrados na Copa das Confederações pudessem atrapalhar o Mundial.

Torcedor argentino vê policiais militares se posicionando em volta do estádio (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)Torcedor argentino vê policiais militares ao redor de
estádio (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

Juizado especial
O juizado especial criminal (Jecrim), que reúne juízes, promotores e defensores para dar rápido andamento a detenções e crimes praticados nas arenas, foi elogiado pelas cúpulas de segurança.

Levantamento do G1 aponta que ao menos 227 pessoas foram detidas nos jogos do Mundial até as semifinais - a maioria chilenos, argentinos e alemães.

“Os torcedores brasileiros não deram tanto problema. As maiores confusões foram com estrangeiros e as rixas entre latinos, questões de gênero, xenofobia, que teremos que agir de forma mais proativa”, diz o juiz titular do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio de Janeiro, Marcello Rubioli, que atuou no caso dos chilenos no Maracanã.

Ele aponta que a interferência do álcool como “ativador” para confusões. “O povo bebe muito e depois não quer deixar o estádio ou atira copos pra cima, provocando brigas”, diz José Jacobson, diretor da GP Patrimonial, empresa que cedeu stewards para o Mineirão, em Belo Horizonte (MG), e o Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

  •  
Centro integrado de minas (Foto: Sesge/Divulgação)
Em centro integrado de controle da segurança, policiais e militares monitoram Belo Horizonte durante o jogo da Alemanha contra o Brasil no Mineirão (Foto: Sesge/Divulgação)
 
Fonte: G1 Bahia 

 

 

 

 

 
Compartilhar

Grave acidente mata advogado de Irecê

Publicado em 10/07/2014 às 10h29
Grave-acidente-mata-advogado-de-Irec

Foto: Reprodução/Facebook

Um acidente de carro ocorrido na tarde desta terça-feira (08) matou o advogado Herman Nunes Machado, 52 anos, que atuava em Irecê. Ele dirigia um veículo modelo Prisma, que se chocou frontalmente com um Pálio, na BA-056, entre os municípios de Utinga e Bonito. Três pessoas que viajavam com o advogado sofreram ferimentos graves e foram levadas para hospitais em Bonito e Irecê. Na manhã desta quarta, uma das vítimas, o jovem Caick Lopes da Silva, 18 anos, não resistiu aos ferimentos. Segundo a polícia, o motorista do Pálio fugiu do local sem prestar socorro às vítimas e até o momento não foi localizado. As circunstâncias do acidente estão sendo investigadas. 

Fonte: Irecê Reporter

Compartilhar

Pavimentação asfáltica chega ao centro da cidade

Publicado em 10/07/2014 às 10h27

 

 Nesta quarta-feira (09), as máquinas já estão trabalhando a todo vapor na pavimentação asfáltica da travessa Caraíbas, no centro da cidade. Outras equipes intensificam a pavimentação no bairro São Francisco, onde várias ruas estão sendo asfaltadas. A população que acompanha o trabalho dos operários faz questão de elogiar o desempenho do Governo Municipal. “Era disso que Irecê precisava. Com certeza vamos ter uma cidade muito melhor daqui pra frente”, destacou Manoel de Oliveira, morador do centro da cidade. Ao todo 85 serão pavimentadas nesta primeira etapa do programa.

 

Fonte: Prefeitura

Compartilhar

Homens armados são presos em Xique-Xique

Publicado em 10/07/2014 às 10h25


Os homens presos estavam armados com uma pistola e possuíam seis cartuchos intactos

David dos Santos Gomes e Marcelo Rodrigues dos Santos foram presos por policiais militares CIPE/Seminário na última terça-feia, 8, em Xique-Xique, a 587 quilômetros de Salvador. Eles estavam armados com uma pistola e possuíam seis cartuchos intactos.

A ação ocorreu quando os PMs suspeitaram dos homens que estavam em uma motocicleta. De acordo com a 5ª Companhia do 7° Batalhão de Polícia Militar, foram feitas apreensões de sete armas de fogo na região na última semana.

Fonte: A Tarde

Compartilhar

São Francisco do Conde está entre os 10 melhores municípios...

Publicado em 10/07/2014 às 10h21
Foto: Divulgação
São Francisco do Conde
 

Há pouco mais de um mês, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN) divulgou o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), ano-base 2011.

Dentre as 417 cidades baianas avaliadas, São Francisco do Conde apareceu entre os 10 melhores municípios em desenvolvimento, ocupando a 5ª posição do ranking estadual. Quando se trata da Região Metropolitana de Salvador (RMS), São Francisco aparece em 3º lugar.

O IFDM mediu o desempenho nas áreas de Saúde, Educação e Emprego e Renda. Com variação de nota entre 0 (mínimo) e 1 (máximo) ponto, o IFDM classifica o nível de cada cidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1). Diante do quadro, São Francisco do Conde apresentou o IFDM Consolidado de 0,7194, considerado moderado, marcando no campo do Emprego e Renda 0,7931 enquanto na Saúde o índice foi 0,7425 e Educação pontuou 0,6226.

O município ficou atrás apenas de Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Salvador e Camaçari. Embora o cenário nacional para a época em que os trabalhos desenvolvidos pelo FIRJAN tenha sido de desaceleração da geração de emprego e menor crescimento da renda, São Francisco do Conde teve um panorama diferente.

O IFDM-Emprego e Renda foi o que mais cresceu, obtendoganho expressivo de 14,09%, comparado a 2010, quando o indicador daquele ano foi 0,6952 ponto frente ao 0,7931 ponto registrado em 2011. Investimentos na área justificam o bom desempenho do município, tal qual a distribuição mais igualitária da renda local, através do PAS (Programa de Acolhimento Social), o qual oferece às famílias em situação de vulnerabilidade a complementação de até 80% do salário mínimo. Instituído em 2009 por meio de lei municipal, até 2011 mais de R$ 44 milhões foram injetados nos lares sanfranciscanos.  Já o IFDM-Educação passou da categoria regular (0,5999) para moderada (0,6226), um acréscimo de 3,8% para 2011.

O reflexo do crescimento se deu, principalmente, pelo aumento da nota do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), nos anos/séries do Ensino Fundamental, que em 2011 foi 4.4 enquanto 2009 a nota foi 3.5. No ranking nacional São Francisco do Conde ocupou o 1.296º lugar. Foram avaliados todos os 5.565 municípios brasileiros.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Infecção hospitalar é de 3% na Bahia

Publicado em 10/07/2014 às 10h18

A temida infecção hospitalar, também chamada hoje de infecção relacionada à assistência à saúde, de acordo com Comissão Estadual de Controle de Infecção Hospital (Cecih), da Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental (Divisa), da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) éadquirida pelo paciente durante procedimento dentro de um serviço de saúde e representa um dos principais problemas da qualidade de assistência à saúde.

Em relação a dados exatos sobre o número de pacientes acometidos pela infecção hospitalar no estado e de mortes, a enfermeira Eliana Auxiliadora Costa, coordenadora interina da Cecih, disse que é muito difícil levantar esta estatística, pois são 545 hospitais monitorados pela comissão em todo estado tanto público, privado como filantrópico e 32 Serviços de Diálise.

Todos os hospitais são obrigados pela lei 9431, de 1997, a ter um Programa de Controle de Infecção e também uma comissão. Mas nem todos enviam os dados regularmente, o que comprova irregularidade e muitas vezes a comissão tem que recorrer ao Ministério Público, já que existe esta lei que os obriga a ter o controle.

Costa adiantou que a média do ano passado é de  3% de infecção hospitalar. De acordo com dados da organizaçãoMundial da Saúde, a enfermidade atinge 14% dos internados.

Este cálculo é levantado em cima do número de infectados pelo total de pacientes internados, principalmente em UTIs onde mais ocorrem os casos.  Ela disse que são dados considerados baixos, porém admite que podem estar acima porque “tem muita subnotificação, os hospitais que não notificam. Trabalhamos com os dados que chegam”.

Em relação a surtos, a enfermeira afirma que recentemente não houve nenhum na Bahia, mas quando ocorrem “vamos até o local para saber o porquê, pois trabalhamos com a prevenção e controle, educação, treinamento e curso para os profissionais dos hospitais”, informou  Costa.

Ezinete Dórea, também da equipe da Cecih, disse que as pessoas mais suscetíveis a infecções são pacientes com doenças crônicas como insuficiência cardíaca, diabetes, doenças renais devido ao uso de medicação que pode diminuir o sistema imunológico  e ocorre quando estes são submetidos a procedimento invasivo como cirurgia, cateter, sonda e outros.

“A depender como o procedimento é realizado, a qualidade técnica do produto utilizado, os procedimentos que invadem são variáveis. A infecção pode ocorrer com fatores  com os pacientes e com o procedimento. Muitas vezes o paciente já chega com a infecção, da sua comunidade, ou adquire com o próprio acompanhante. Não existe um fator único”, frisou Dórea.

Segundo ela, as infecções que mais acontecem, em primeiro lugar são as respiratórias, relacionadas ao tratamento por entubação; a segunda infecção da corrente sanguínea (uso de catéter) e também pela manipulação; a terceira é a infecção urinária, devido a utilização de sonda.

Fonte: Tribuna da Bahia

 

 
Compartilhar

Após derrota do Brasil, Dilma considera a Copa uma das melhores

Publicado em 10/07/2014 às 10h10

A presidente Dilma Rousseff disse, em entrevista à rede norte-americana CNN, que apesar da derrota da Seleção Brasileira, na última terça-feira, o Mundial de 2014 foi um dos melhores que já aconteceram. "As pessoas devem entender que, apesar de todas as adversidades, o fato é que o Brasil organizou e sediou uma Copa considerada por mim uma das melhores Copas. E isso é sobretudo por conta da habilidade do povo brasileiro de ser hospitaleiro", defendeu.

A mandatária ainda afirmou que "reagir à derrota é a marca de uma grande nação". Ela admitiu também que "nem em seu pior pesadelo" imaginava que veria uma derrota como a sofrida pela Seleção Brasileira, mas ponderou: "Sei que somos um país que tem uma característica bastante peculiar: nós crescemos na adversidade".

Fonte: Bahia Notícias

Compartilhar

Procon notifica Correios por atraso nas entregas

Publicado em 10/07/2014 às 10h08

Por conta dos atrasos na entrega de encomendas, a Agência de Correios e Telégrafos foi notificada pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) nesta terça-feira (8). Mais de 150 mil correspondências, entre cartas e encomendas, estão retidos no prédio-sede dos Correios, na Avenida Paulo VI, na Pituba, por conta do problema de energia que deixou sem luz o edifício.

Procon notifica Correios por atraso nas entregas; mais de 150 mil estão retidas na Pituba
(Foto: Arquivo Correio)

Procurado por consumidores que ainda aguardam o despacho de encomendas, o Procon notificou os Correios cobrando providências com o objetivo de garantir que os prazos de entrega sejam cumpridos. "Alternativas precisam ser apresentadas para que os consumidores baianos não continuem sendo lesados. Estaremos atentos para que sejam obedecidas as normas vigentes e eventuais prejuízos não sejam registrados. A preocupação agora é regularizar a situação de imediato e restabelecer a prestação do serviço postal", disse o superintendente do Procon, Ricardo Maurício Freire Soares.

Dois geradores de energia foram instalados no local, porém as instalações ainda não estão funcionando. O problema, causado por um rompimento na tubulação de água, que atingiu a parte elétrica, provocou atrasos na distribuição das mais de 1 milhão de correspondências distribuídas diariamente pela sede dos Correios. Funcionários fizeram um mutirão que conseguiram reduzir para 10% o volume de atraso.

Parte dos funcionários foi distribuída entre as cerca de 20 unidades de triagem de cartas e de correspondências. Porém, por conta do volume de objetos, o atraso na entrega deve se estender pelos próximos dias. Um funcionário que não quis se identificar contou ao Correio24horas que houve uma explosão no local por volta de 8h30 na segunda.

“Houve um barulho e estremeceu o prédio inteiro”, disse. O funcionário reclamou da falta de informações por parte da direção do Correios sobre o fato. “Nós somos obrigados a ir trabalhar e não existe um zelo com os funcionários. Ficamos à deriva. Não há uma preocupação da direção. O prédio é antigo e não está claro para nós o que está acontecendo”. 

Reinaldo de Jesus, diretor da FENTECT, aponta a falta de manutenção como motivo da queda de energia. “Não é problema na Coelba, senão já tinha sido resolvido”, avaliou. Segundo a Federação, os objetos devem ser entregues com atraso por conta da paralisação dos serviços.

Fonte: Correio 24hs

Compartilhar

Famosos apostam em vitória brasileira, mesmo sem Neymar

Publicado em 08/07/2014 às 08h34


Vovô do Ilê, como é mais conhecido, aposta no 2 a 0 para o Brasil

"Dois  a um". Este é o placar citado pela maioria das personalidades entrevistadas pela equipe de reportagem de A TARDE sobre a partida entre Brasil e Alemanha que acontece nesta terça-feira, 8, às 17h, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Entre os que apostam na vitória dos brasileiros sobre os alemães por 2 a 1 estão o prefeito ACM Neto, o maestro Fred Dantas e o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Murilo Krieger.

"Acredito que, com a saída de Neymar, o time terá que se adaptar e apresentar um futebol diferente, uma vez que o jogo é sempre muito focado nele", diz o arcebispo, que costuma assistir ao jogo em casa, com outros religiosos.

Dificuldades

Para o maestro Fred Dantas, será uma partida bem difícil. "Estamos falando de uma seleção muito forte, mas ainda acho que esse jogo será mais fácil do que uma possível partida entre Brasil e Argentina, que, além de ser um bom time, tem a questão da rivalidade histórica", opina.

Mas há também quem acredite que o Brasil não sairá do 1 a 0. É o caso do goleiro do Esporte Clube Bahia Marcelo Lomba e também do cantor Gerônimo.

"Esse jogo vai ser uma verdadeira pedreira. O Brasil terá que ter muita habilidade e equilíbrio, porque a Alemanha vai tentar surpreender o time", opina o cantor, que costuma assistir às partidas do Brasil em casa, com a família e os amigos.

Para ele, a presença de Neymar não tornaria a situação mais fácil. "É claro que estamos falando de um grande jogador, mas todos os jogos daqui para a frente serão difíceis. Não tem jeito", afirma Gerônimo, que, apesar de não ter rituais, afirma não abrir mão de vestir uma camisa amarela nos dias de jogo.

Fonte: A tarde

Compartilhar

Operadoras de telefonia terão que bloquear sinal em penitenciás

Publicado em 08/07/2014 às 08h28

Governador sancionou lei nesta última sexta-feira (4) e empresas terão 180 dias para instalar bloqueadores nas penitenciárias

O governador Jaques Wagner sancionou nesta última sexta-feira (4) a Lei 13.189, que obriga as operadores de telefonia e internet móveis a bloquearem o sinal no entorno das penitenciárias da Bahia.

As empresas operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP) têm 180 dias para instalar os Bloqueadores de Sinais de Radiocomunicações (BSR) no estabelecimentos penais. O prazo começou a ser contado no sábado (5).

As operadores também serão obrigadas a prestar todos os serviços de manutenção, troca e atualização tecnológica dos BSR, sob multa mínima de R$50mil e máxima de R$1 milhão por estabelecimento caso não cumpram a legislação.

A fiscalização e o cumprimento da norma ficarão sob responsabilidade da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização.

A lei foi criada pelo deputado Marcelino Galo (PT) e teve aprovação unânime na Assembleia.

Fonte: Correio

Compartilhar

Alemanha encara Brasil para derrubar seus fantasmas

Publicado em 08/07/2014 às 08h24
Alemanha encara Brasil para derrubar seus fantasmas
 
A seleção brasileira está sob imensa pressão para ganhar a Copa do Mundo, mas ela não é a única. A Alemanha carrega no torneio o peso dos 24 anos sem levantar a taça e já não lhe serve mais o título de campeã da regularidade.
 
Chegar a quatro semifinais de Mundial consecutivas é mesmo uma façanha admirável, mas nenhum alemão se satisfaz com ela. Ganhar a Copa é essencial, e tanto Joachim Löw quanto seus jogadores sabem disso. E sabem também que estão proibidos de falhar na partida contra o Brasil.
 
A Alemanha caiu nas semifinais das Copas de 2006 e 2010 e nessa mesma etapa na Eurocopa de 2012. O penúltimo jogo do torneio tornou-se uma espécie de barreira que os alemães, famosos por serem muito eficientes nos momentos decisivos, não sabem ao certo como superar. Evidentemente, quem vai "apanhar" mais em caso de um novo fracasso será o treinador. Joachim Löw se notabilizou, nos últimos anos, por fazer a Alemanha jogar um futebol atraente, mas isso de nada adiantará se continuar sem títulos.
 
O recado foi dado por um peso-pesado do futebol alemão: Lothar Matthäus, último jogador do país a levantar a taça de campeão, em 1990. "É óbvio que os jogadores se perguntam: ‘Queremos jogar bonito e voltar para casa mais cedo ou estar com a taça nas mãos?’. A resposta é clara: tragam o título para casa", falou o ex-meia em entrevista ao site da Fifa. "E, por isso, não joguem apenas bonito, mas, acima de tudo, pratiquem um futebol vitorioso."
 
Compartilhar

Claudia Leitte é considerada deselegante no Caldeirão do Huck

Publicado em 08/07/2014 às 08h19
Claudia Leitte é considerada deselegante no Caldeirão do Huck por disparar: ‘chupa, mundo!’
 
A cantora Claudia Leitte foi ao programa do Luciano Huck neste sábado (5) e, mais uma vez, falou demais. A artista carioca cantou o tema da Copa do Mundo. Como Jennifer Lopez e Pitbull, que predominam na canção, não estavam, Claudia ficou dançando enquanto o público ouvia as vozes dos outros dois. O maior problema foi que, por duas vezes, a cantora mandou um sonoro "chupa, mundo!", como se estivesse dando uma resposta ou indireta para alguém.
 
Muita gente ficou sem entender e a ação foi considerada deselegante. Ninguém no programa comentou o tal “chupa” proferido por Claudinha. Luciano Huck deixou passar batido, assim como Mônica Iozzi, que participava da atração.
 
Compartilhar

Procon alerta empresas de telefonia sobre novas regras

Publicado em 08/07/2014 às 08h18

Os serviços de telefonia fixa e móvel figuram entre aqueles com mais queixas junto aos órgãos de defesa do consumidor. Desta maneira, o Procon-BA, Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor, notificou, ontem, as empresas que atuam na esfera das telecomunicações sobre o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Telecomunicação (RGC) publicado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

Esse conjunto de novas regras, aprovados pela Anatel, entrará em vigor a partir desta terça-feira (8/7) e traz mudanças na relação entre empresas do setor de telecomunicações e consumidores, ampliando os direitos dos usuários de telefonia fixa e móvel, televisão por assinatura, além de internet. 

Caso queira cancelar um serviço, este deve ser feito automaticamente e processado em um prazo máximo de dois dias, seja por atendente, menu central de atendimento ou internet. O consumidor também deverá receber um número de protocolo que permita o acompanhamento desta solicitação pelos meios disponibilizados para o cancelamento. 

Durante o atendimento no call center, a prestadora será obrigada a retornar a ligação ao consumidor em caso de descontinuidade. Havendo a impossibilidade do contato, o consumidor receberá uma mensagem contendo o número do protocolo de atendimento. Ressaltamos que esse contato deverá ser armazenado e gravado por, no mínimo, seis meses, e esteja sempre disponível quando solicitado pelo consumidor.

Quando houver contestação de valores na fatura de cobrança, a operadora deverá responder em um prazo de até 30 dias. Caso não cumpra esse prazo, o valor da fatura deverá ser corrigido, caso ainda não tenha sido pago, ou devolvido em dobro se o consumidor já tiver efetuado o pagamento. 

Além disso, a nova regra trata da validade dos créditos dos celulares pré-pagos, devendo todas as recargas terem um prazo mínimo de validade de 30 dias.

Este novo regulamento trata dos principais problemas relacionados aos serviços de telecomunicação. As operadoras destes serviços apresentam um elevado grau de insatisfação por parte dos consumidores. Agora teremos uma nova ferramenta que irá contribuir para reduzir os conflitos das relações de consumo, enfatizou o Superintendente do Procon-BA, Ricardo Maurício Freire Soares. 

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Arimo fwR bsd b04s uppercase|bsd left uppercase b03s|Arimo left show fwR bsd b03s normalcase|||image-wrap|login news bsd fwB b01 c05 sbse|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login fwR||b01 c05 bsd