Notícias

Mil armas de fogo são vendidas na Bahia nos primeiros 8 meses

Publicado em 15/09/2014 às 07h56

O aumento da violência urbana tem influenciado cada vez mais em novos comportamentos do baiano. Além do medo de sair de casa, a cautela constante quando se está na rua, no trânsito, ou mesmo dentro de estabelecimentos comerciais, fez com que uma parcela da população tenha adquirido armas de fogo como forma de se prevenir de ações criminosas.

De janeiro de 2013 até o final de agosto deste ano, foram vendidas o total de 1000 armas de fogo no estado, de acordo com dados da Polícia Federal. Enquanto isso, os requerimentos para aquisição de armas de fogo já chegam 1478, no mesmo período.

De janeiro a agosto de 2013, a Polícia Federal recebeu 488 requerimentos para aquisições de armas de fogo. No mesmo período deste ano, o número de requerimentos que chegou à corporação foi de 638.

Para se adquirir uma arma de fogo atualmente, é necessária uma série de pré-requisitos, que possam comprovar a capacidade da pessoa de portar e fazer uso desta arma. No caso da pessoa física, deve-se ter idade mínima de 25 anos, declarar circunstâncias que justifiquem o pedido, comprovação de idoneidade, onde o indivíduo deve provar que não está respondendo a inquéritos policiais ou processos criminais.

Além disso, no caso de pessoa física, é preciso comprovar a capacidade técnica e de aptidão, psicológico para o manuseio da arma de fogo, realizado em prazo não superior a 01 ano, que deverá ser atestado por um instrutor de armamento e tiro, e um psicólogo credenciado à Polícia Federal.

Esses pré-requisitos se repetem no caso de policiais, magistrados e membros do Ministério Público, agentes penitenciários e guardas municipais, auditores da Receita Federal, porém, cada categoria terá outros pré-requisitos específicos para a aquisição da arma, e que estão explicitados no site oficial da Polícia Federal (www.dpf.gov.br).

Com a permissão em mãos, o usuário pode então dirigir-se aos estabelecimentos que comercializam esse tipo de arma. De acordo com a Polícia Federal, a arma de fogo mais adquirida atualmente é a pistola calibre 380, modelo, que tem um poder de fogo maior dentre as pistolas de uso permitido pelas autoridades.

Atualmente, a calibre 380 é ofertada em preços que vão de R$ 2.300 a R$ 6.000. “O valor varia devido aos materiais utilizados na fabricação de cada modelo, e que vão influenciar diretamente na qualidade do produto, em termos de resistência e eficiência”, explicou o agente de polícia da PF, Gildo Leal.  

A capital baiana possui algumas lojas especializadas em armas de fogo, como a Sniper, que fica no Rio Vermelho, além da Palma & Santos, e Magnum, localizadas em Macaúbas. Segundo a PF, todas as lojas autorizadas possuem também um forte esquema de segurança para proteger os produtos à venda, cumprindo assim as determinações necessárias para fazer o comércio de armas de fogo.

Embora 30% dos requerimentos tenham sido indeferidos, por não apresentar justificativa plausível, ou por falta de algum documento exigido, os números assustam quando associados aos índices mais recentes da violência urbana. 

As estatísticas do Mapa da Violência de 2014 mostram um aumento de 221% no número de homicídios praticados no estado, entre 2002 e 2012, o que coloca a Bahia apenas em 2º lugar no crescimento desse tipo de crime, perdendo apenas para o Rio Grande do Norte.

Dessa forma, a Bahia é, atualmente, o quinto estado mais violento do país, tendo cinco de seus municípios, figurando entre os mais violentos do país. Mata de São João e Simões Filho – que estão na Grande Salvador – figuram em 1º e 2º lugar respectivamente, numa lista que ainda tem a presença de Lauro de Freitas (5º), Itabuna (6º) e Porto Seguro (7º).   No estado, a taxa de homicídios é de 41,9 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes. Em Salvador, essa taxa chega a 60,1 mortes, tornando a cidade a quinta capital mais violenta do país.   

Aquisição de armas de fogo pode ser uma ilusão de segurança, segundo sociólogo. No entanto, se o objetivo principal é a segurança que muitas vezes falta à população, o sociólogo Joviniano Carvalho explica que tal sensação, na maior parte das vezes, não passa de uma ilusão. “Diferente de muitos países, onde a arma branca lidera os índices, grande parte dos homicídios, no Brasil, são executados com armas de fogo, de modo que é questionável pensar que mais armas desse tipo vão diminuir a violência”.

Ao invés de proporcionar a sonhada segurança, o armamento da população estaria estimulando ainda mais a violência. “Esse comportamento é muito perigoso, pois numa explosão emocional, qualquer indivíduo pode usar a arma de forma inapropriada”, explicou ele.

Para o sociólogo, esse aumento de procura por armas ocorre em resposta à constante divulgação dos índices de violência urbana no estado. Com o número sempre crescente, é natural que haja medo e preocupação da população, e esse receio é respondido em medidas preventivas, que ora aumentam a sensação de segurança – como o número cada vez maior de carros blindados na Bahia –, ora se mostram como uma falsa solução – no caso do armamento.

Além disso, segundo Carvalho, o aumento no requerimento de portes de armas já poderia ser sentido desde quando algumas categorias profissionais como o guarda municipal e o vigilante passaram a exercer suas funções regularmente com armas de fogo. Isso também se encaixaria no caso de magistrados que, além da guarda pessoal, tem solicitado o porte de arma pessoal.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

MEC reconhece 87 novos cursos de mestrado e doutorado

Publicado em 15/09/2014 às 07h54

O Ministério da Educação (MEC) reconheceu nesta sexta-feira (12) 87 novos cursos de mestrado, mestrado profissional e doutorado em instituições de todas as regiões do país.

Na Bahia, três universidades tiveram seus cursos reconhecidos, são elas: Universidade do Estado da Bahia (Uneb), com mestrado em Educação e Diversidade, Universidade Federal da Bahia (Ufba), com mestrado e doutorado em Ciência da Computação e doutorado em Alimentos, Nutrição e Saúde e, ainda, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), com mestrado em Ciências Florestais.

A portaria que lista os cursos de pós-graduação stricto sensu e as instituições onde serão ministrados foi publicada no Diário Oficial da União e pode ser consultada aqui.

Outros cursos reconhecidos nos demais estados são de áreas como direito, informática, enfermagem, biodiversidade e conservação, educação e diversidade, odontologia, nutrição e saúde e ciências farmacêuticas

 

Fonte: Correio 24 horas

Compartilhar

Fã ataca Ivete Sangalo no Salvador Fest

Publicado em 15/09/2014 às 07h52
Vídeo: fã ataca Ivete Sangalo no Salvador Fest e cantora foge correndo do palco
Foto: Roberta Viscard // Bahia Notícias
 
A cantora Ivete Sangalo tem milhões de fãs no Brasil e até em outros países. Dona de uma voz marcante e personalidade forte, a artista sempre que tem oportunidade fala dos admiradores e agradece por tanto carinho. Mas neste domingo (14) um rapaz se excedeu durante show da cantora no Salvador Fest, no Parque de Exposições. Já no final do show, quando Ivete se despedia do público, dois homens conseguiram driblar a segurança e subir no palco. Um deles foi barrado logo quando deu os primeiros passos. O outro, para desespero de Ivete, foi além. O rapaz literalmente atacou a cantora. Partiu para cima de Ivete correndo, sem nenhum controle do que estava fazendo.
 
Temerosa e sem alternativa, a mãe de Marcelo Sangalo, que até já tinha abraçado outros assanhadinhos que driblaram os seguranças, conseguiu correr e sair do palco. Em determinado momento do vídeo abaixo, exclusivo do Bahia Notícias, podemos perceber o susto que Ivete tomou. Posteriormente, já no backstage, o mesmo homem conseguiu tirar foto com a artista, que não tem papas na língua e reclamou. Ficou claro que quando o rapaz partiu para cima de Ivete, apesar da velocidade e da aparente agressividade para alcançar a cantora, tudo não passou de um fã mais desesperado para ver de perto o ídolo. 
 
 
Compartilhar

Brasileiro cria app que ensina matemática a deficiente visual

Publicado em 11/09/2014 às 10h13

Aluno de mestrado na Unicamp e professor de informática, Henderson Tavares de Souza (à direita na foto) desenvolveu um aplicativo que ajuda crianças deficientes visuais a aprender matemática. O MiniMateVox é voltado para alunos de 6 anos do ensino fundamental e oferece atividades de matemática, inclusão digital e recreação.

A metodologia de ensino do software sugere diferentes maneiras de utilização dos recursos em 20 aulas. Cada uma delas dura em média duas horas e reúne 15 atividades. Segundo o desenvolvedor, o software deve ser utilizado como recurso complementar às aulas para que o aluno seja capaz de realizar as mesmas atividades propostas num livro didático recomendado pelo Ministério da Educação.

“Identificamos por meio de pesquisas na literatura científica e avaliações nas instituições de ensino regular e especializado que há uma carência muito grande na área de matemática para o aprendizado de crianças deficientes visuais. Surgiu então a nossa proposta de aprimorar o ensino da matemática para essas crianças. Existem muitas pesquisas e iniciativas voltadas para o ensino de deficientes visuais, mas a maioria delas é focada no ensino superior, para o desenvolvimento de atividades de matemática mais complexas”, justifica Henderson de Souza.

O projeto de Henderson utiliza o sistema operacional Dosvox. Idealizada por Antônio Borges, professor da UFRJ, a plataforma permite que deficientes visuais desempenhem diversas tarefas por meio do computador. O sistema interage com o usuário por voz e possui mais de 80 aplicativos, entre eles formatador para o sistema braille, dicionários, caderno de telefones, agenda, jogos diversos, navegador de internet, correio eletrônico, leitor de telas e livros.

Via Unicamp

Fonte: Olhar Digital - UOL

Compartilhar

Brasil investe mais no ensino superior do que no básico

Publicado em 11/09/2014 às 10h04

No Brasil, as instituições públicas de ensino superior gastam quatro vezes mais por aluno do que gasta no ensino fundamental por estudante. De acordo com o relatório Education at a Glance, divulgado hoje (9) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), essa é a maior diferença de gasto entre níveis educacionais dentre todos os países do grupo. Os dados do relatório são de 2011.

O gasto por cada aluno da educação superior corresponde a 93% do Produto Interno Bruto (PIB) per capita brasileiro. O documento faz a ressalva de que entre, 1995 e 2011, o gasto por aluno na educação básica cresceu por volta de 128%, enquanto decresceu no nível superior.

O governo brasileiro gastou em educação 19% do total de seu gasto público, acima da média da OCDE, de 13%. Com isso, no ranking dos países, o Brasil é o quarto mais alto.  Segundo o relatório, o Brasil investe quase um terço em educação do que investem, na média, os países da OCDE;  O levantamento mostra também que, em relação ao PIB, o investimento brasileiro está acima da média desses países.

O gasto público total em educação representou 6,1% do PIB, e está também acima da média da OCDE de 5,6%, assim como acima de outros países latino-americanos como Chile (4,5%), México (5,2%), e Colômbia (4,5%). "De fato, o gasto com instituições educacionais tem aumentado em um ritmo mais acelerado que o PIB no período de 2000 a 2011", diz o relatório.

O ministro da Educação comentou o resultado em coletiva de imprensa nesta terça-feira. "Temos tido uma evolução desse valor por aluno ao longo dos anos, temos feito um esforço para ampliar", disse. Segundo ele, em 2012 (os dados da pesquisa da OCDE são de 2011), o investimento em educação em relação ao PIB aumentou para 6,4%. Sobre a relação entre o financiamento do ensino superior e básico, ele diz que a diferença tem diminuído.

"A questão do financiamento é um dos elementos que determinam a qualidade. Tem outros elementos, como a formação dos professores, a complexidade da gestão do ensino fundamental e médio", acrescentou.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Polícia apreende 114 animais durante fiscalização na BR-116

Publicado em 11/09/2014 às 09h58

Eles estavam sendo transportados de maneira inadequada, amontoados em caixotes e alguns inclusive amarrados ao veículo

Uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-116 apreendeu 114 animais que eram transportados irregularmente na manhã desta terça-feira (9). O flagrante aconteceu na cidade de Santa Bárbara, a cerca de 150 quilômetros de Salvador, e o motorista foi detido pela polícia.

Apreensão  (Foto: Divulgação/PRF)

Os animais eram transportados em um veículo modelo Fiat Strada, com placa de São Paulo. A polícia encontrou na carroceria do carro 37 caprinos, 37 saqués, 34 pombos, 1 pato e 5 galinhas. De acordo com a PRF, eles estavam sendo transportados de maneira inadequada, amontoados em caixotes e alguns inclusive amarrados ao veículo.A apreensão aconteceu por volta de 11h30 de ontem, no km397 da rodovia federal. Os animais foram encaminhados para a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e o condutor de 45 anos foi levado para a Delegacia de Polícia Judiciaria local.

Fonte:iBahia

 

Compartilhar

Marina lidera em SP, PE, e DF; Dilma esta na frente em MG

Publicado em 11/09/2014 às 09h52
Datafolha

Pesquisas Datafolha realizadas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco e Distrito Federal mostram como está a corrida à Presidência da República nos estados. O nível de confiança de todas as pesquisas, realizadas de 8 a 9 de setembro, é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro prevista. As margens de erro variam de pesquisa para pesquisa. Todas foram encomendadas pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. No TSE, a pesquisa está registrada sob o número 00584/2014.

Em São Paulo, a diferença entre Marina e Dilma diminuiu, mas a candidata do PSB ainda está em vantagem. No Distrito Federal, Marina subiu dez pontos percentuais. Confira os números:

Média nacional
Dilma Rousseff (PT) - 36%
Marina Silva (PSB) - 33%
Aécio Neves (PSDB) - 15%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Luciana Genro (PSOL) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 6%
Não sabe - 7%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou menos

O Datafolha ouviu 10.568 eleitores em 373 municípios do país. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-00584/2014.

SP

São Paulo – 22,4% do eleitorado brasileiro

Marina Silva (PSB) - 40%
Dilma Rousseff (PT) - 26%
Aécio Neves (PSDB) - 16%
Pastor Everaldo (PSC) - 2%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Luciana Genro (PSOL) - 1%
Levy Fidelix (PRTB) – 1%
Branco/nulo/nenhum - 8%
Não sabe - 6%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

O Datafolha ouviu 2.046 eleitores em 56 municípios de SP. A pesquisa está registrada no TRE-SP sob o número 00029/2014.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

MG

Minas Gerais – 10,7% do eleitorado brasileiro


Dilma Rousseff (PT) - 33%
Aécio Neves (PSDB) - 26%
Marina Silva (PSB) - 25%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 5%
Não sabe/não respondeu - 9%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

O Datafolha ouviu 1.295 eleitores em 54 municípios de MG. A pesquisa está registrada no TRE-MG sob o número 00080/2014.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

RJ

Rio de Janeiro – 8,5% do eleitorado brasileiro


Marina Silva (PSB) - 36%
Dilma Rousseff (PT) - 30%
Aécio Neves (PSDB) - 12%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Luciana Genro (PSOL) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Zé Maria (PSTU) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 9%
Não sabe - 7%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

O Datafolha ouviu 1.348 eleitores em 32 municípios do RJ. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o número 00034/2014.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PE

Pernambuco – 4,5% do eleitorado brasileiro


Marina Silva (PSB) - 45% 
Dilma Rousseff (PT) - 38%
Aécio Neves (PSDB) - 2%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 6%
Não sabe - 7%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos  

O Datafolha ouviu 1.211 eleitores em 43 municípios de PE. A pesquisa está registrada no TRE-PE sob o número 00023/2014.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

DF

Distrito Federal – 1,3% do eleitorado brasileiro


Marina Silva (PSB) - 43% 
Dilma Rousseff (PT) - 22%
Aécio Neves (PSDB) - 17%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Zé Maria (PSTU) - 1%
Luciana Genro (PSOL) - 1% 
Branco/nulo/nenhum - 6%
Não sabe - 9%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos

O Datafolha ouviu 765 eleitores. A pesquisa está registrada no TRE-DF sob o número 00040/2014.

Fonte: G1 Notícias

 

Compartilhar

Polícia impede quadrilha de explodir caixas eletrônicos

Publicado em 11/09/2014 às 09h48


Grupo explodiria caixas eletrônicos no distrito de Roda Velha 

A Polícia Civil impediu que uma quadrilha explodisse caixas eletrônicos no distrito de Roda Velha, em São Desidério, distante 880 km de Salvador, na madrugada desta quarta-feira, 10. Whêdscley Carvalho da Costa, Ronaldo Rodrigues de Souza, Manoel Messias dos Santos e Manoel Pires de Oliveira estavam com uma pistola calibre 380 e uma picape roubada.

De acordo com o delegado Carlos Ferro, titular da DT/São Desidério, a polícia recebeu a informação de que uma caminhonete S10 havia sido tomada de assalto, no Povoado de Estivas, na zona rural do município, por quatro homens fortemente armados. O dono do veículo foi colocado no banco de trás da caminhonete e liberado na localidade de Manoel de Souza.

Por volta de 1 hora da madrugada, os quatro foram alcançados pela polícia na altura do Povoado das Perdizes. "Dos quatro assaltantes presos, dois já tem passagens pela polícia por envolvimento em assalto a banco no Pará e roubo de defensivo agrícolas"  explicou, o delegado.

A polícia busca agora o restante da quadrilha, identificada pelos próprios comparsas como oriundos do estado de Goiás.

A operação que resultou na prisão do bando contou com o apoio de equipes da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Barreiras). Whêdscley, Ronaldo, Manoel e Manoel Pires vão responder por roubo, porte ilegal de arma e formação de quadrilha.

Fonte: A Tarde

Compartilhar

Seca coloca mais de mil municípios do Nordeste em emergência

Publicado em 11/09/2014 às 09h42

Seca na Bahia

(Foto: Divulgação)

Mais de mil municípios da Região Nordeste do país enfrentam situação de emergência reconhecida pelo Ministério da Integração Nacional.

O Piauí, com 202 municípios reconhecidos, é o estado com maior volume de ocorrências.A falta de chuva é a causa da maioria dos problemas enfrentados por esses municípios. De acordo com o diretor da Defesa Civil do Piauí, Jerry Heber, toda a região do Semiárido sofre com os efeitos da seca. Segundo ele, municípios como Jaicós, Belém do Piauí, Padre Marcos e Queimada Nova são os mais afetados.Tenho visitado algumas localidades. A situação não está fácil. Nossos recursos são limitados, mas estamos trabalhando para minimizar a estiagem", salienta o diretor.

Apesar do reconhecimento do ministério, Hebert garante que o Piauí não recebe verbas necessárias do governo federal. "Tudo que estamos fazendo é com recursos do próprio estado. Nada recebemos do Ministério da Integração", assegura.Em nota, o ministério informa que, desde 2011, o estado recebe repasses regulares para enfretamento da estiagem. O documento ressalta que, somente este ano, foram investidos mais de R$ 1 bilhão no estado.Conforme o diretor, atualmente a Defesa Civil consegue abastecer apenas 94 municípios com caminhões-pipa. Acrescentou que a situação é preocupante em importantes açudes da região, entre eles o Tiririca e o Caboclo.

Fonte: Correio

Compartilhar

Wagner decreta Hospital Espanhol entidade de utilidade pública

Publicado em 11/09/2014 às 09h39
Wagner decreta Hospital Espanhol entidade de utilidade pública para fins de 'desapopriação'
Foto: Reprodução
 
Decreto do governador, Jaques Wagner, publicado na página 3 do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (11), torna o Hospital Espanhol entidade de utilidade pública para "fins de desapropriação, em favor do Estado da Bahia”.
 
A unidadefechou para atendimentos desde a terça-feira (9). Os imóveis apontados no Decreto Nº 15.425 são o “Hospital Espanhol” e o “Centro Médico Manuel Antas Fraga”, localizados na Avenida Sete de Setembro, na Barra. Com o documento, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), com o apoio da Procuradoria Geral do Estado (PGE) estão autorizadas a promover atos administrativos e judiciais, se necessários, em caráter de urgência com vistas à desapropriação dos imóveis do Espanhol.
 
A Sesab e a PGE podem também “imitir-se na posse respectiva, providenciando, inclusive, a liquidação e o pagamento das indenizações, utilizando-se, para tanto, dos recursos que dispuser". A medida pode evitar que a unidade seja alvo de especulação imobiliária, entre outras ações de credores da dívida do Espanhol. Nesta quarta-feira (10), em reunião no Ministério Público do Estado, a prefeitura, umas das supostas devedoras da entidade, disse que a dívida com o Hospital já foi quitada e há quatro meses, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) suspendeu o encaminhamento de novos pacientes para o Espanhol.
 
Compartilhar

Criança fora da cadeirinha nos carros rende 122 multas na Bahia

Publicado em 11/09/2014 às 09h34

Apesar de ser infração, irresponsabilidade e ainda colocar em risco a vida de um menor, transportar crianças em veículos sem a segurança adequada, ainda é uma prática comum no país.

Na Bahia não é diferente e só no primeiro semestre deste ano foram 122 infrações dessa natureza, anotadas pela Transalvador (Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador).

Conforme o Código de Transito Brasileiro (CTB), Art. 168, não obedecer às normas de segurança especiais é infração de natureza gravíssima, sob pena de multa, e medida administrativa - retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada. Condutores que transportam crianças em carros sem o uso da cadeirinha pagam uma multa de R$191,54.

De acordo com o major Genésio Luide, do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia, é comprovado cientificamente que a cadeirinha protege mais que o cintode segurança. “Defendemos a tese que a cadeirinha salva a integridade física nos casos de acidentes, até porque o cinto de segurança foi projetado para um adulto. Existe o risco até de asfixia com o cinto em crianças”, disse.

Desde 2010, a Resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito estabeleceu a obrigatoriedade o uso de dispositivos especiais de retenção para o transporte de crianças.

A Resolução é de 2008, mas só entrou em vigor dois anos depois justamente para que as empresas se preparassem para a demanda do mercado.

Na Bahia ainda houve um prazo de mais três meses para adaptação. Desde que a lei entrou em vigor, segundo o major Luide, houve um aumento do uso de cadeirinhas e consequentemente uma redução de danos nos acidentes com crianças.

No entanto, ele disse que ainda é uma das principais causas de retenção de veículo. “Quando encontramos uma criança sendo transportada sem a cadeirinha, o condutor só segue viagem se colocá-la no equipamento de segurança. Caso não tenha no momento, o veículo é apreendido”, explicou.

Crianças até um ano de idade devem utilizar o bebê conforto. De 1 a 4 anos é obrigação ter a cadeirinha, entre 4 a 7 anos e meio o assento de elevação. Já de 7 a 10 anos é obrigatório está com o cinto de segurança do próprio veículo.

“A única exceção desta lei é para táxis, carros de aluguel e transporte escolar. Isso acontece como forma de viabilizar o cumprimento da lei”, afirmou major Luide.

O Departamento de Trânsito alerta que aos pais ou responsáveis que ao adquirirem a cadeirinha devem conferir se tem o selo do Inmetro, e na hora da instalação é necessário se atentar ao manual de instrução do equipamento.  

Fonte: Tribuna da Bahia

 

 
Compartilhar

Racismo é o segundo crime mais denunciado na internet

Publicado em 01/09/2014 às 09h41
Racismo é o segundo crime mais denunciado na internet
Foto: Reprodução/ESPN
 
O crime de racismo na internet é o segundo com maior número de denúncias e perde apenas para pornografia infantil. De acordo com dados da ONG Safernet Brasil, que controla a Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos, somente em 2013 foram 78.690 denúncias anônimas de racismo, pouco menos que as 80.195 denúncias de pornografia com crianças. Entre 2006 e 2013, as notificações de ofensas raciais somaram 383.372, e envolveram 51.649 páginas distintas escritas em sete idiomas e hospedadas em 6.392 hosts diferentes. "A situação torna-se ainda mais preocupante se considerarmos que, nos primeiros quatro anos de levantamento, o crime de racismo era o quarto com maior número de denúncias", diz o presidente da Safernet, Thiago Tavares Nunes de Oliveira, ao A Tarde. Segundo o presidente, casos de homofobia e apologia e incitação a crimes contra a vida eram mais comuns há alguns anos. O assunto voltou a chamar a atenção da sociedade após dois casos se tornarem conhecidos. No primeiro, um casal em que um jovem branco e sua namorada negra postou uma foto na rede social Facebook e gerou diversos comentários racistas como "Eu acho que você roubou o branco para tirar a foto", "onde comprou essa escrava?" e "parece até que tão (sic) na senzala". No segundo, ainda mais recente, o goleiro do time paulista Santos, Aranha, foi chamado de macaco por torcedores do rival Grêmio durante uma partida. Câmeras da ESPN flagraram uma jovem claramente gritando a palavra para o atleta.
 
Compartilhar

Brasil lidera agressões a professores

Publicado em 01/09/2014 às 09h33

Agressões físicas e verbais, ameaças e desrespeito fazem parte do cenário escolar do país. Casos de professores que sofreram algum tipo de agressão na escola tem se tornado rotina, em boa parte, nas instituições públicas.

Conforme a Pesquisa mundial feita pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o Brasilestá no topo do ranking de agressões sofridas por professores.

Das 34 nações pesquisadas, o país é o primeiro na lista de agressões aos educadores. Cerca de 12,5% dos entrevistados afirmaram sofrer agressões verbais ou intimidação de aluno, ao menos uma vez por semana.

Na Bahia, a Secretaria de Educação do Estado não tem um levantamento sobre casos de agressões, sejam físicas ou verbais, mas é comum ouvir relatos de casos desse tipo, sobretudo na rede pública da capital e interior do estado.

De acordo com a pesquisa, foram ouvidos 100 mil professores e diretores de escola do segundo ciclo do ensino fundamental e do ensino médio (alunos de 11 a 16 anos). Em segundo lugar apareceu a Estônia, com 11%, e a Austrália com 9,7%, já a Coreia do Sul, Malásia e Romênia, o índice é zero.

O professor Edson Lima, do Colégio Noêmia Rêgo, situado em Valéria, foi agredido e ameaçado por um estudante dentro da sala de aula.

Ele enviou uma carta a APLB Sindical (Sindicato dos Professores do Estado da Bahia) relatando o fato. “Fui agredido na sala de aula do 3º ano A do turno noturno, do Colégio Noêmia Rêgo, em Valéria, por volta das 21h do dia 02/06/14  pelo  aluno” LH “ (19 anos)  enquanto fazia uma atividade de 2ª  chamada. Veio pra cima de mim, colocando o dedo em meu rosto, enquanto o seu colega “M” filmava, com a finalidade de enviar o vídeo naquele momento para as redes sociais, me insultando e empurrando,  querendo que eu revidasse, no entanto, não reagi, levando-o a um estado de fúria”, relata.

O caso foi parar na diretoria da escola e o professor pediu apoio jurídico à APLB Sindical.

Para o educador Lima, um dos fatores que aumentam a cada dia a violência contra o professor é a crise dos valores éticos, enfrentada pelas famílias; a ruptura da cultura da solidariedade  e, principalmente a desvalorização do profissional da educação.

“É comum perceber essa desvalorização  quando  perguntamos  ao estudante do Ensino Fundamental ou Ensino Médio -  Quem gostaria  de ser professor ?  Em coro, eles respondem: Deus é mais! Deus me livre! Dessa forma, deixamos de ser referência profissional  e, ao mesmo tempo, merecedores de respeito  enquanto educadores, formadores de opinião. Por outro lado, não vejo por parte dos governantes políticas que valorizem a  nossa prática pedagógica responsável pela formação do aluno para o exercício da cidadania”, ressaltou.

Para a diretora da APLB Marilene Betros a violência deve ser compreendida no contexto geral e não só dentro da escola. “Os alunos questionam o formato das aulas. Há um apelo midiático à violência, um incentivo ao consumo. Além da criminalidade e uso das drogas que cada dia cresce mais, então todos esses fatores elevam o crescimento da violência dentro e fora da escola”, ressaltou a pedagoga.

Outro fator colocado por Marilene Betros é a desvalorização da categoria. “A falta de respeito ao professor faz parte do processo de degradação da categoria. Somos desvalorizadas, sobretudo às mulheres, que são maioria na profissão. Na última década conseguimos melhorar o processo de dignidade e valorização do professor”, disse.

A diretora da APLB afirmou que já chegou ao conhecimento do sindicato casos de agressões aos professores. “Os casos que apareceram nós levamos à Secretária de Educação do Estado e acompanhamos às medidas jurídicas que foram tomadas”, concluiu.

A Secretaria de Educação do Município informou que os alunos da rede municipal geralmente não são inclusos nesses casos por conta da idade, já que são de 5 a 14 anos. Já o Sindicato das Escolas Particulares (Sinep), afirmou que não chegou ao conhecimento do sindicato nenhum caso de violência na escola.

Fonte Tribuna da Bahia

Compartilhar

Polícia Federal erradica 100 mil pés de maconha no interior

Publicado em 01/09/2014 às 08h47

A Polícia Federal divulgou neste domingo (31) que erradicou 100 mil pés de maconha em operação realizada nos municípios de Juazeiro, Curaçá, Abaré, Chorrochó, Sobradinho, Casa Nova, Sento Sé e Xique Xique, na Bahia; e nos municípios de Petrolina, Lagoa Grande, Dormentes e Afrânio, em Pernambuco.

A ação da PF foi realizada entre os dias 22 e 29 desse mês. Caso a maconha fosse colocada no mercado, representaria 28,5 toneladas da erva pronta para o consumo, de acordo com estimativa da PF.   

Fonte: Correio

Compartilhar

Lula aparece em Salvador nesta semana

Publicado em 01/09/2014 às 08h45
Lula aparece em Salvador nesta semana, diz coluna
Foto: Antônio Cruz/ABr
 
Próximo das eleições de outubro e com as tensões afloradas por conta dos resultados das últimas pesquisas, o PT trará mais um trunfo a Bahia, quarto maior colégio eleitoral do país onde o partido vence as eleições presidenciais. Lula vem à capital baiana nesta semana, de acordo com a coluna Tempo Presente. Previsto para esta quarta-feira (6), o provável é que sua presença aqui no estado aconteça somente no sábado. As apostas de lugares onde o ex-presidente fará palanque, segundo a coluna, são Praça Castro Alves, Subúrbio Ferroviário ou Cajazeiras. O presidente estadual da sigla, Everaldo Anunciação, ainda não revelou o local. 
 
Compartilhar

PIB registra queda de 0,6% no segundo trimestre

Publicado em 01/09/2014 às 08h43

O Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, teve queda de 0,6% no segundo trimestre de 2014, em relação aos primeiros três meses do ano.

O valor ficou em 1,27 trilhão. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (29) o indicador, que havia caído 0,2% no trimestre anterior. Já em 12 meses, com o dado do segundo semestre, há umcrescimento acumulado de 1,4%. O melhor desempenho neste trimestre foi registrado pelo setor de agropecuária, que cresceu 0,2% em relação aos últimos três meses. O PIB da indústria caiu 1,5% e o de serviços, 0,5%, no período.

Quando a comparação dos dados divulgados nesta sexta-feira ocorre com o segundo trimestre do ano passado, a queda atinge 0,9%, com agropecuária sem crescimento e indústria com recuo de 3,4% e serviços com alta de 0,2%.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Salário mínimo previsto para 2015 será de R$ 788,06

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 10h08

A ministra Miriam Belchior entrega ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o projeto de lei orçamentária (Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)
A ministra Miriam Belchior entrega ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL),
o projeto de lei orçamentária (Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)

 

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, anunciou nesta quinta-feira (28) que o Projeto de Lei Orçamentária elaborado pelo governo prevê salário mínimo de R$ 788,06 a partir de 1º de janeiro de 2015. O valor representa um reajuste de 8,8% em relação aos atuais R$ 724.

Belchior fez o anúncio após entregar o projeto da Lei Orçamentária ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Depois de ser entregue ao Congresso, o projeto passa pela análise da Câmara e do Senado e pode sofrer alterações antes de ser aprovado.

Segundo a assessoria da ministra, o impacto do aumento do salário mínimo nas contas públicas, com o pagamento de benefícios, será de R$ 22 bilhões em 2015.

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“O salário mínimo previsto no Orçamento para 2015, a partir de janeiro de 2015, será de R$ 788,06. É a regra que está estabelecida de valorização do salário mínimo”, disse a ministra do Planejamento ao deixar o gabinete do presidente do Senado. O valor é superior à previsão inicial, de R$ 779,79, divulgada em abril passado.

A auxiliar da presidente Dilma Rousseff disse que as “grandes prioridades” do projeto são as áreas de saúde, educação, combate à pobreza e infraestrutura. O prazo para que o Executivo envie sua previsão de como vai arrecadar e gastar os recursos públicos termina sempre no dia 31 de agosto, conforme determina a lei.

Tramitação no Congresso
A ministra Miriam Belchior pediu ao presidente do Senado uma “análise rápida” da proposta na Casa, de modo que seja aprovada até o final do ano, prazo que não precisa ser cumprido obrigatoriamente pelo Congresso Nacional. Ainda assim, Renan Calheiros confirmou que o parlamento deverá votar o Orçamento até o final do ano, apesar de o Legislativo estar em recesso branco devido ao período eleitoral.

"Esse é o desafio, votar o Orçamento até o final do ano. Vamos certamente ter um ano mais difícil em 2015 e é fundamental que tenhamos orçamento com começo, meio e fim, exequível, para que o país possa retomar a confiança. Vamos ter que otimizar o período que vai do final da eleição até o recesso do final do ano. Mas nós temos que entregar o Orçamento, esse é o dever fundamental do Legislativo", declarou o senador do PMDB após o encontro com a ministra do Planejamento.

“Coloquei toda a equipe do Ministério do Planejamento à disposição do Congresso Nacional para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e possa votá-lo até o final do ano, prazo com o qual o presidente do Senado confirmou que é possível fazer”, declarou Miriam Belchior.

Outros detalhes sobre a proposta orçamentária, segundo Belchior, serão dados durante coletiva de imprensa no Ministério do Planejamento.

O Congresso Nacional ainda não aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, que deveria servir de base para a elaboração pelo Executivo da proposta orçamentária. Deputados e senadores entraram em recesso informal, chamado “recesso branco”, para poderem se dedicar à campanha eleitoral nos seus estados e só deverão retomar as atividades plenas nas casas após o segundo turno, marcado para 26 de outubro.

A Constituição determina que o recesso oficial do Legislativo só poderia ocorrer se os parlamentares aprovassem a LDO até o último dia de trabalho do semestre (neste ano, 17 de julho).

Fonte: G1Notícias

Compartilhar

Acidentes com animais peçonhentos no país dobram em 10 anos

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 10h00

Dona de casa acredita que escorpião estava no ralo da pia (Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV)
Escopriões causaram quase 80 mil acidentes no país no ano passado  (Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV)

Os acidentes com animais peçonhentos vêm aumentando no Brasil: entre 2003 e 2013, o número de ocorrências pulou de 75.642 para 162.234, crescimento de 114,5%, segundo dados do Ministério da Saúde.

O assunto veio à tona na conferência de abertura da XXIX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), que acontece esta semana em Caxambu, Minas Gerais. De acordo com a médica Fan Hui Wen, pesquisadora do Instituto Butantan, o aumento se deve principalmente a alterações ambientais provocadas pelo homem.

No caso dos acidentes com escorpiões, que foram responsáveis por 79.481 acidentes notificados no ano passado, o crescimento pode ser atribuído à degradação do ambiente urbano, principalmente nas periferias, segundo a pesquisadora. “O acidente por escorpião vem sendo registrado principalmente nessas áreas, em regiões onde as condições sanitárias não são as mais adequadas. Temos visto isso principalmente nas capitais do Nordeste”, diz Hui.

Quanto às lagartas, que começaram a provocar acidentes principalmente na Região Sul do país na década de 1980, o problema tem sido o desmatamento. “Elas começaram a surgir em função de quase não haver mais mata nativa na região sul.

Não é um processo de um ano para o outro, mas acontece ao longo do tempo até que chega um limiar em que esses animais não têm como buscar seu sustento no que restou do que era seu ambiente, então vão buscar essas condições no ambiente urbano”, diz a pesquisadora. As lagartas provocaram 3.739 acidentes no ano passado.

Acidentes com aranhas também tiveram um boom na década de 1980, principalmente com o crescimento das cidades do Paraná. No ano passado, foram 29.816 picadas de aranha no Brasil.

Já o aumento das picadas de cobra pode ter relação com iniciativas como a concessão de hidrelétricas e abertura de espaços anteriormente cobertos com mata nativa principalmente na Amazônia. “Essas alterações ambientais já vêm sendo estudadas há algum tempo e demonstra-se que em locais onde elas acontecem, o número de acidentes começa a sair do que seria esperado para aquele local”, observa Hui. No ano passado, 28.247 picadas de cobra foram notificadas no país.

Para a médica, apesar de o soro anti-veneno já ser um tratamento consolidado, a ciência ainda pode contribuir muito no desenvolvimento de estratégias complementares de tratamento dos acidentes com animais peçonhentos, principalmente no que diz respeito aos efeitos locais das picadas. O soro corta o efeito sistêmico do veneno, mas muitos pacientes têm os membros atingidos necrosados e amputados.

Segundo ela, muitos desses efeitos não são provocados diretamente pelo veneno, mas pela ativação de componentes do organismo que geram uma resposta secundária. “A busca de tratamentos complementares visa encontrar substâncias capazes de bloquear essa ativação secundária”, diz. Segundo ela, algumas estratégias já foram testadas em animais, mas ainda falta que esses conhecimentos passem da bancada do laboratório para testes com humanos.

Fonte: G1 Bahia

Compartilhar

Google testa drones para entregar compras pela internet

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 09h57

 

  • Drone da Amazon já está em testes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Google revelou nesta quinta-feira, 28, que realizou testes com drones para entregar produtos comprados on-line na Austrália, seguindo na mesma direção da gigante de vendas pela Internet Amazon.

Google realiza pesquisas há dois anos dentro do chamado "Project Wing" (Projeto Asa), que este mês fez voos de teste levando doces, remédios, biscoitos de cachorro e outras encomendas a fazendeiros de Queensland, na Austrália.

"Os veículos de voo autônomo poderão abrir novos enfoques para a circulação de mercadorias", destaca o Google em um artigo publicado em seu site.

"Através da história, as principais mudanças no trânsito de mercadorias conduziram a novas oportunidades para o crescimento econômico e, geralmente, tornaram a vida dos consumidores mais fácil".

A Amazon já desenvolve a ideia de "drones-correio" para a entrega de pacotes e em julho passado pediu permissão às autoridades americanas para realizar testes no território nacional.

Fonte: A Tarde

Compartilhar

Homem tira a roupa em shopping para provar que não roubou

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 09h53

Grupo dono de marca nega racismo em caso de homem que tirou roupa em shopping

O Grupo SBF, detentor da marca Centauro, divulgou nesta sexta-feira (29) uma nota lamentando o episódio em que um homem tirou a roupa para provar que não havia roubado a loja no Salvador Shopping, na capital baiana. No texto, o grupo negou que tenha ocorrido preconceito. Segundo a assessoria do shopping, houve um desentendimento entre o cliente e um funcionário da loja.

Leia a nota divulgada pelo Grupo SBF ao jornal Extra.

O Grupo SBF, detentor da marca Centauro, informa que a alegação de preconceito não é verdadeira. A empresa lamenta o ocorrido no shopping e declara que repudia todo e qualquer tipo de preconceito e discriminação racial, física, social, sexual ou religiosa, inclusive presando pela diversidade em seu quadro de funcionários.

No vídeo, o rapaz é ouvido dizendo que não se incomoda de ir para delegacia. "Eu sou trabalhador, rapaz, não sou ladrão, não".

Enquanto grita, ele tira a roupa. "Cadê o roubo? Mostre o roubo, aqui, d...", diz. Os outros consumidores do shopping param para assistir à cena e batem palmas diante de sua atitude.

A cena filmada acontece no meio do shopping, já fora da loja. Um segurança é visto se aproximando do rapaz depois que ele tira a calça. "Não roubei nada, não. Veio de lá do shopping me seguindo", diz, ainda gritando, ele.

Logo depois, ele bota a mochila e sai. Ainda do lado de fora, continua gritando com o segurança. "Saio do shopping e o cara me seguindo (...) Só porque é negro, é negão, vai roubar. Vá se f...".

Fonte: Correio

Compartilhar

Arimo fwB normalcase tsN|bsd left uppercase b03s|Arimo left show fwR bsd b03s normalcase|||image-wrap|login news bsd fwB b01 c05 sbse|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login fwR||b01 c05 bsd|content-inner||