Notícias

Salário mínimo previsto para 2015 será de R$ 788,06

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 10h08

A ministra Miriam Belchior entrega ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o projeto de lei orçamentária (Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)
A ministra Miriam Belchior entrega ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL),
o projeto de lei orçamentária (Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)

 

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, anunciou nesta quinta-feira (28) que o Projeto de Lei Orçamentária elaborado pelo governo prevê salário mínimo de R$ 788,06 a partir de 1º de janeiro de 2015. O valor representa um reajuste de 8,8% em relação aos atuais R$ 724.

Belchior fez o anúncio após entregar o projeto da Lei Orçamentária ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Depois de ser entregue ao Congresso, o projeto passa pela análise da Câmara e do Senado e pode sofrer alterações antes de ser aprovado.

Segundo a assessoria da ministra, o impacto do aumento do salário mínimo nas contas públicas, com o pagamento de benefícios, será de R$ 22 bilhões em 2015.

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“O salário mínimo previsto no Orçamento para 2015, a partir de janeiro de 2015, será de R$ 788,06. É a regra que está estabelecida de valorização do salário mínimo”, disse a ministra do Planejamento ao deixar o gabinete do presidente do Senado. O valor é superior à previsão inicial, de R$ 779,79, divulgada em abril passado.

A auxiliar da presidente Dilma Rousseff disse que as “grandes prioridades” do projeto são as áreas de saúde, educação, combate à pobreza e infraestrutura. O prazo para que o Executivo envie sua previsão de como vai arrecadar e gastar os recursos públicos termina sempre no dia 31 de agosto, conforme determina a lei.

Tramitação no Congresso
A ministra Miriam Belchior pediu ao presidente do Senado uma “análise rápida” da proposta na Casa, de modo que seja aprovada até o final do ano, prazo que não precisa ser cumprido obrigatoriamente pelo Congresso Nacional. Ainda assim, Renan Calheiros confirmou que o parlamento deverá votar o Orçamento até o final do ano, apesar de o Legislativo estar em recesso branco devido ao período eleitoral.

"Esse é o desafio, votar o Orçamento até o final do ano. Vamos certamente ter um ano mais difícil em 2015 e é fundamental que tenhamos orçamento com começo, meio e fim, exequível, para que o país possa retomar a confiança. Vamos ter que otimizar o período que vai do final da eleição até o recesso do final do ano. Mas nós temos que entregar o Orçamento, esse é o dever fundamental do Legislativo", declarou o senador do PMDB após o encontro com a ministra do Planejamento.

“Coloquei toda a equipe do Ministério do Planejamento à disposição do Congresso Nacional para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e possa votá-lo até o final do ano, prazo com o qual o presidente do Senado confirmou que é possível fazer”, declarou Miriam Belchior.

Outros detalhes sobre a proposta orçamentária, segundo Belchior, serão dados durante coletiva de imprensa no Ministério do Planejamento.

O Congresso Nacional ainda não aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, que deveria servir de base para a elaboração pelo Executivo da proposta orçamentária. Deputados e senadores entraram em recesso informal, chamado “recesso branco”, para poderem se dedicar à campanha eleitoral nos seus estados e só deverão retomar as atividades plenas nas casas após o segundo turno, marcado para 26 de outubro.

A Constituição determina que o recesso oficial do Legislativo só poderia ocorrer se os parlamentares aprovassem a LDO até o último dia de trabalho do semestre (neste ano, 17 de julho).

Fonte: G1Notícias

Compartilhar

Acidentes com animais peçonhentos no país dobram em 10 anos

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 10h00

Dona de casa acredita que escorpião estava no ralo da pia (Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV)
Escopriões causaram quase 80 mil acidentes no país no ano passado  (Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV)

Os acidentes com animais peçonhentos vêm aumentando no Brasil: entre 2003 e 2013, o número de ocorrências pulou de 75.642 para 162.234, crescimento de 114,5%, segundo dados do Ministério da Saúde.

O assunto veio à tona na conferência de abertura da XXIX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), que acontece esta semana em Caxambu, Minas Gerais. De acordo com a médica Fan Hui Wen, pesquisadora do Instituto Butantan, o aumento se deve principalmente a alterações ambientais provocadas pelo homem.

No caso dos acidentes com escorpiões, que foram responsáveis por 79.481 acidentes notificados no ano passado, o crescimento pode ser atribuído à degradação do ambiente urbano, principalmente nas periferias, segundo a pesquisadora. “O acidente por escorpião vem sendo registrado principalmente nessas áreas, em regiões onde as condições sanitárias não são as mais adequadas. Temos visto isso principalmente nas capitais do Nordeste”, diz Hui.

Quanto às lagartas, que começaram a provocar acidentes principalmente na Região Sul do país na década de 1980, o problema tem sido o desmatamento. “Elas começaram a surgir em função de quase não haver mais mata nativa na região sul.

Não é um processo de um ano para o outro, mas acontece ao longo do tempo até que chega um limiar em que esses animais não têm como buscar seu sustento no que restou do que era seu ambiente, então vão buscar essas condições no ambiente urbano”, diz a pesquisadora. As lagartas provocaram 3.739 acidentes no ano passado.

Acidentes com aranhas também tiveram um boom na década de 1980, principalmente com o crescimento das cidades do Paraná. No ano passado, foram 29.816 picadas de aranha no Brasil.

Já o aumento das picadas de cobra pode ter relação com iniciativas como a concessão de hidrelétricas e abertura de espaços anteriormente cobertos com mata nativa principalmente na Amazônia. “Essas alterações ambientais já vêm sendo estudadas há algum tempo e demonstra-se que em locais onde elas acontecem, o número de acidentes começa a sair do que seria esperado para aquele local”, observa Hui. No ano passado, 28.247 picadas de cobra foram notificadas no país.

Para a médica, apesar de o soro anti-veneno já ser um tratamento consolidado, a ciência ainda pode contribuir muito no desenvolvimento de estratégias complementares de tratamento dos acidentes com animais peçonhentos, principalmente no que diz respeito aos efeitos locais das picadas. O soro corta o efeito sistêmico do veneno, mas muitos pacientes têm os membros atingidos necrosados e amputados.

Segundo ela, muitos desses efeitos não são provocados diretamente pelo veneno, mas pela ativação de componentes do organismo que geram uma resposta secundária. “A busca de tratamentos complementares visa encontrar substâncias capazes de bloquear essa ativação secundária”, diz. Segundo ela, algumas estratégias já foram testadas em animais, mas ainda falta que esses conhecimentos passem da bancada do laboratório para testes com humanos.

Fonte: G1 Bahia

Compartilhar

Google testa drones para entregar compras pela internet

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 09h57

 

  • Drone da Amazon já está em testes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Google revelou nesta quinta-feira, 28, que realizou testes com drones para entregar produtos comprados on-line na Austrália, seguindo na mesma direção da gigante de vendas pela Internet Amazon.

Google realiza pesquisas há dois anos dentro do chamado "Project Wing" (Projeto Asa), que este mês fez voos de teste levando doces, remédios, biscoitos de cachorro e outras encomendas a fazendeiros de Queensland, na Austrália.

"Os veículos de voo autônomo poderão abrir novos enfoques para a circulação de mercadorias", destaca o Google em um artigo publicado em seu site.

"Através da história, as principais mudanças no trânsito de mercadorias conduziram a novas oportunidades para o crescimento econômico e, geralmente, tornaram a vida dos consumidores mais fácil".

A Amazon já desenvolve a ideia de "drones-correio" para a entrega de pacotes e em julho passado pediu permissão às autoridades americanas para realizar testes no território nacional.

Fonte: A Tarde

Compartilhar

Homem tira a roupa em shopping para provar que não roubou

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 09h53

Grupo dono de marca nega racismo em caso de homem que tirou roupa em shopping

O Grupo SBF, detentor da marca Centauro, divulgou nesta sexta-feira (29) uma nota lamentando o episódio em que um homem tirou a roupa para provar que não havia roubado a loja no Salvador Shopping, na capital baiana. No texto, o grupo negou que tenha ocorrido preconceito. Segundo a assessoria do shopping, houve um desentendimento entre o cliente e um funcionário da loja.

Leia a nota divulgada pelo Grupo SBF ao jornal Extra.

O Grupo SBF, detentor da marca Centauro, informa que a alegação de preconceito não é verdadeira. A empresa lamenta o ocorrido no shopping e declara que repudia todo e qualquer tipo de preconceito e discriminação racial, física, social, sexual ou religiosa, inclusive presando pela diversidade em seu quadro de funcionários.

No vídeo, o rapaz é ouvido dizendo que não se incomoda de ir para delegacia. "Eu sou trabalhador, rapaz, não sou ladrão, não".

Enquanto grita, ele tira a roupa. "Cadê o roubo? Mostre o roubo, aqui, d...", diz. Os outros consumidores do shopping param para assistir à cena e batem palmas diante de sua atitude.

A cena filmada acontece no meio do shopping, já fora da loja. Um segurança é visto se aproximando do rapaz depois que ele tira a calça. "Não roubei nada, não. Veio de lá do shopping me seguindo", diz, ainda gritando, ele.

Logo depois, ele bota a mochila e sai. Ainda do lado de fora, continua gritando com o segurança. "Saio do shopping e o cara me seguindo (...) Só porque é negro, é negão, vai roubar. Vá se f...".

Fonte: Correio

Compartilhar

Bahia tem a maior torcida do estado e Vitória a segunda

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 09h48
 
Bahia tem a maior torcida do estado; Vitória é o segundo, aponta pesquisa
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
 
Uma pesquisa realizada pelo Ibope, encomendada pelo Jornal Lance!, apontou que o Bahia tem o maior número de torcedores no estado. O Tricolor possui 3,4 milhões de torcedores, ou 22,4% da preferência dos baianos.
 
O arquirrival Vitória aparece bem próximo, na segunda colocação, com 17,8% de adeptos, o que representa cerca 2,6, milhões de pessoas.
 
Já o  Flamengo, aparece na terceira posição, com 12,4% (1,9 milhão), acompanhado de Corinthians (7,4%), São Paulo (3,6%), Palmeiras (2,6%), Santos (1,4%), Vasco (1,2%), Botafogo (0,6%) e Fluminense (0,4%).
 
Juntos, as equipes do eixo Rio-São Paulo, somam 30,6%. A pesquisa, publicada neste sábado (30), entrevistou 730 pessoas de todas as classes de renda, escolaridade e idade, do interior e capital baiana.
 
Infográfico / Jornal Lance!

 

Fonte:Bahia Notícias

Compartilhar

2ª dose da vacina contra o HPV começa a ser aplicada em 01/09

Publicado por Michel Reis em 30/08/2014 às 09h40

A segunda dose da vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) começa a ser aplicada segunda-feira (01.09) em meninas de 11 a 13 anos.

A vacinação será feita em escolas públicas e particulares e também em unidades de saúde. A primeira dose foi aplicada em março deste ano.

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, lembrou que a vacina protege contra quatro subtipos do HPV (6, 11, 16 e 18).

Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, enquanto os subtipos 6 e 11 respondem por 90% das verrugas anogenitais.

Jarbas alertou que a aplicação da segunda dose, seis meses após a primeira, é fundamental para garantir a imunização. "Sem a segunda dose da vacina, não há proteção".

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, elogiou a taxa de cobertura de 87% na aplicação da primeira dose. Ao todo, 4,3 milhões de meninas entre 11 e 13 anos foram imunizadas.

Chioro também reforçou a importância da segunda dose, cobrando forte mobilização dos estados e municípios e das redes pública e privada de educação.

"Precisamos garantir uma cobertura de pelo menos 80% na segunda dose", disse. "Com toda certeza, o sucesso da segunda fase vai se repetir neste momento e, com isso, vamos reescrever a história do câncer de colo de útero neste país", completou.

A vacina também está disponível nos postos de saúde para meninas que ainda não tomaram a primeira dose.

Para receber a segunda dose, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. A terceira dose da vacina será aplicada cinco anos após a primeira.

Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos e, em 2016, para meninas de 9 anos.

O ministério reforçou a importância do uso do preservativo como proteção contra as demais doenças sexualmente transmissíveis e da realização do exame conhecido como papanicolau em mulheres a partir dos 25 anos.

Fonte: Tribuna da Bahia

 

Compartilhar

Banco Central fecha primeiro semestre com lucro de R$ 5,3 bi

Publicado em 29/08/2014 às 10h08
Banco Central fecha primeiro semestre com lucro de R$ 5,3 bilhões
 
O Banco Central (BC) fechou o primeiro semestre de 2014 com resultado positivo de R$ 5,3 bilhões. De acordo com o BC, o resultado é explicado pela diferença entre receitas e despesas com juros incidentes em moeda local. O resultado foi aprovado em reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) feita nesta quinta-feira (28). O lucro anunciado será transferido ao Tesouro Nacional em um prazo de dez dias úteis. O valor só poderá ser utilizado pelo Tesouro Nacional para o pagamento de dívidas. O BC também anunciou que foram captados R$ 27 bilhões no primeiro semestre a título de reservas internacionais. Essas reservas existem para que o país possa se proteger de eventuais crises econômicas internacionais. Com Informações da Agência Brasil.
 
Compartilhar

Irecê: Projeto de Pavimentação chega à Fundação Bradesco

Publicado em 29/08/2014 às 10h07
Projeto-de-Pavimentao-chega-Fundao-Bradesco
 
 

A população da Fundação Bradesco está comemorando a chegada do asfalto no bairro, e dona Maria do Socorro já aproveitou o dia para passear com o netinho na rua pavimentada. “Agora ficou bom demais meu filho”, dizia toda feliz.

Depois de iniciar a pavimentação no Bairro São Francisco, o Projeto da Prefeitura de Irecê chegou até a Fundação Bradesco, onde 11 ruas serão recuperadas, o que vai beneficiar diretamente centenas de famílias da localidade. Além da melhoria no tráfego de veículos e circulação de pedestres, a requalificação do espaço urbano valoriza os imóveis, aquece as vendas do comércio e melhora a autoestima dos moradores.

De acordo com o prefeito Luiz Pimentel Sobral, ao todo, o Projeto de Pavimentação Asfáltica vai contemplar 85 ruas e avenidas de Irecê nesta primeira etapa. “Nosso compromisso é revitalizar a cidade e transformá-la num espaço de convivência moderno, sustentável e humanizado”, observou.

Fonte: Prefeitura de Irecê

Compartilhar

Bahia: 85% dos partos na rede privada são feitas por cesarianas

Publicado em 29/08/2014 às 10h04


Percentual de cirurgias na rede particular
é o inverso do recomendado pela OMS 

Dados da Federação Baiana de Saúde (Febase) indicam que 85% dos partos realizados na rede privada da Bahia são cesarianos e 15% são normais. O índice é proporcionalmente inverso ao indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda que apenas 15% dos partos sejam feitos por meio do procedimento cirúrgico.

A taxa nacional é ainda maior do que a baiana.  No Brasil, em cada 100 partos, 88 são  cesarianas. Estes dados, considerados alarmantes por autoridades de saúde, integram a pesquisa "Nascer no Brasil", que será lançada nesta sexta-feira, 29, às 9h, no Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC-Ufba), no Canela.

O estudo, coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), entrevistou 24 mil mulheres e foi executado em maternidades públicas, privadas e mistas.
A pesquisa  incluiu 266 hospitais de médio e grande portes, localizados em 191 municípios. Todas as capitais dos estados brasileiros foram incluídas, além de cidades do interior.
Somados os nascimentos nas  redes pública e privada do Brasil, a cesariana é realizada em 52% dos casos, segundo o levantamento.

Para a coordenadora da pesquisa, Maria do Carmo Leal, a cesariana representa um risco a mais para mulheres e bebês.

"O índice elevado se deve a uma cultura arraigada no Brasil de que o procedimento é a melhor maneira de se ter um filho. Em parte porque, no Brasil, o parto normal é realizado com muitas intervenções e dor", afirma a pesquisadora.

Mudança

O levantamento aponta que 70% das mulheres pesquisadas desejavam o parto normal quando engravidaram. Entretanto, 52% delas passaram por cesariana. Na rede de saúde privada, apenas 15% das que desejavam tiveram parto normal.

"Há, certamente, uma influência do pré-natal na decisão das mulheres pelo tipo de parto, mas as amigas e os familiares também influenciam. Não se pode, entretanto, deixar de destacar que é uma visão equivocada achar que a cesariana é a forma mais segura para parir", explica Maria do Carmo.

O presidente da Febase, Marcelo Brito, diz que uma parcela das cesarianas é opção da paciente, e outra parte, pela dificuldade de conseguir vagas em leitos de obstetrícia. "Muitas mulheres ficam com receio de não conseguir vaga e preferem marcar o dia, para garantir o leito", afirma.

Ele conta que os hospitais dão preferência a leitos para serviços de alta complexidade em  detrimento de obstetrícia. "Os repasses dos convênios são muito baixos", completa Brito.

Doutora em saúde coletiva, a professora do ISC Estela Aquino, que coordena o evento desta sexta, ressalta que os dados apontados pela pesquisa poderão alimentar as políticas públicas de saúde.

Ela afirma que a cesariana é um recurso fundamental para casos de complicação, em que a vida da mulher ou do bebê esteja em risco: "Um dos pontos do estado é a influência da cesariana no parto prematuro, que tem influencia negativa no desenvolvimento do bebê".

Rede pública

Na Bahia, 63% dos partos realizados  na rede pública foram normais, enquanto 37% tiveram a interferência cirúrgica. No Brasil, o índice de nascidos  pelo  Sistema Único de Saúde (SUS) foi de 46%.

Manoel  Miranda, coordenador da Rede Cegonha, afirma que, nas  unidades hospitalares de média complexidade, o índice de cesarianas chega a ser menor do  que o indicado pela OMS. "Nos hospitais de alta complexidade, como o Roberto Santos, já conseguimos reduzir o número de cesarianas", afirma.

Segundo ele, o estado também realiza um trabalho no interior do estado. "Estamos abrindo leitos com enfermeiros obstetras, que já é meio caminho andado para se ter um parto normal", diz.

Fonte: A Tarde 

Compartilhar

Polícia encontra estufa e 144 pés de maconha em Porto Seguro

Publicado em 29/08/2014 às 10h00

Homem foi preso por cultivar maconha em localidade de Porto Seguro. (Foto: Hugo Santos/Radar 64)
Homem foi preso por cultivar maconha em localidade
de Porto Seguro. (Foto: Hugo Santos/Radar 64)

Um homem de 43 anos foi preso em flagrante na manhã desta quinta-feira (28), na localidade de Vale Verde, zona rural de Porto Seguro, sul do estado, por cultivar 144 pés de maconha e manter uma estufa com 70 mudas da planta.

De acordo com a Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica (Caema), que realizou a operação de busca, o local é de mata fechada.

Segundo o Major Anacleto França, a polícia chegou ao local após denúncia anônima. "Nós temos um site de denúncia, e na semana passada ficamos sabendo dessa roça de maconha. Então fizemos umas incursões e conseguimos encontrar a plantação", conta.

Ainda segundo a polícia, o homem preso disse que é paulista e assumiu ser dono de toda a plantação. Ele também contou a polícia que vendia a droga em festas raves de São Paulo,Salvador e Porto Seguro.

O suspeito já tinha sido preso em São Paulo e condenado a 15 anos de prisão por roubo e furto. Ele estava em liberdade condicional.

O homem foi encaminhado para a 2ª Delegacia Territorial de Arraial D'ajuda.

Estufa onde foram encontrada 70 mudas de maconha.  (Foto: Hugo Santos/Radar 64)
Estufa onde foram encontrada 70 mudas de maconha. (Foto: Hugo Santos/Radar 64)
 
Fonte: G1 Bahia
Compartilhar

Inadimplência das empresas atinge maior nível no mes de julho

Publicado em 29/08/2014 às 09h55

O número de empresas que deixaram de pagar dívidas cresceu 12,9% em julho na comparação com junho – maior avanço para um mês desde o início da pesquisa em 2000. Quando comparado com julho do ano passado houve alta de 11,4%. No acumulado do ano, o índice registrou alta (6,9%), de acordo com números divulgados hoje (27) pela Serasa Experian.

Os títulos protestados e os cheques sem fundos foram os principais responsáveis pela alta do indicador em julho, com variações positivas de 39,5% e 23,1% e contribuições de 8,6 pontos percentuais e 3,7 pontos percentuais, respectivamente. As dívidas não bancárias (de cartões de crédito e com financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviço) também apresentaram crescimento de 2,7%, com contribuição de 1,1 ponto percentual.

As dívidas com os bancos tiveram queda de 1,8% e contribuíram para que o índice não subisse ainda mais em julho de 2014.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a Copa do Mundo resultou em muitos feriados e paralisações, especialmente durante a fase da disputa de grupos, e reduziu a base de comparação mensal (junho), o que impulsionou os registros de inadimplência em julho.

“Por outro lado, a estagnação da economia, prejudicando a geração de caixa das empresas, a elevação do custo financeiro tendo em vista os juros mais altos neste ano em relação aos vigentes no ano passado e o avanço dos salários acima do crescimento da produtividade vêm proporcionando maiores dificuldades às empresas para honrar seus compromissos financeiros”, informa a instituição.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Bahia tem a quarta população do País

Publicado em 29/08/2014 às 09h51

A Bahia aparece em quarto Estado mais habitado do Brasil e o maior do Nordeste, com uma população estimada em 15.126.371, correspondendo a 7,5% da população brasileira, pouco mais de um milhão de pessoas atrás do Rio de Janeiro, e seis milhões a frente de Pernambuco (o segundo maior estado do Nordeste).

Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 

O estado teve um acréscimo de apenas 82.234 habitantes, estando de acordo com a tendência nacional de redução de fecundidades. Enquanto isso, a cidade  de Nova Redenção, que fica na região central do estado, foi o município com a maior taxa de crescimento populacional do país, passando de 8.527, em 2013, para 9.423, em 2014, totalizando um aumento de 10,87%.

Limites geográficos

De acordo com o coordenador da Supervisão de Disseminação de Informação do IBGE na Bahia, Joilson Rodrigues, um dos fatores que mais marcaram as mudanças populacionais no último ano foi a alteração dos limites geográficos dos municípios.

“Um dos pontos que o censo leva em conta é a identificação de um habitante com o seu município. Determinada pessoa mora na área de um município A, mas faz a maior parte de suas atividades, seja o trabalho, escola, assistência de saúde, ela faz no município B, o que, influenciará nos resultados finais”, explicou ele, acrescentando que 240 municípios sofreram mudanças por conta desse fenômeno.

Outros municípios que tiveram uma maior taxa de crescimento de sua população estão São Miguel das Matas (7,73%), Catolândia (6,55%), Igrapiúna (6,40%) e São Francisco do Conde (5,89%). Já entre as maiores cidades, esse crescimento pode ser visto nos municípios de Camaçari (2,12%), Lauro de Freitas (1,97%) e Feira de Santana (0,97%).

No entanto, 133 municípios baianos perderam parte de sua população entre 2013 e 2014. A cidade que teve a maior taxa negativa foi Andaraí (com – 6, 93%), seguida de Maitinga (– 6,88%) e Piraí do Norte (– 6,13%). Entre os maiores centros urbanos, as cidades de Ilhéus e Jequié foram as que registraram os maiores índices negativos, com a redução de 1,15% em suas respectivas populações.

Taxa de crescimento

Enquanto isso, Salvador, continua sendo o terceiro maior município do Brasil, com 2.902,927, atrás apenas de São Paulo (com 11.895.593) e do Rio de Janeiro (6.453.682). Porém a taxa de crescimento da capital baiana é uma das mais baixas do país (0,67%). Com esses dados, o IBGE estima que o maior município do nordeste deva cair no ranking das capitais já no ano que vem, dando o terceiro lugar a Brasília.

“A taxa de crescimento de Salvador tem sido discreta nos últimos anos, e, no último dado, foi menor que 1%. Já a capital federal registrou um crescimento de 2,24% no último ano, e que resulta de um crescimento acima da média das demais capitais”, completou o coordenador do Instituto.

Fonte: Tribuna da Bahia

 

 
Compartilhar

Homens sequestram filhos de funcionário do Banco do Brasil

Publicado em 29/08/2014 às 09h48
Homens sequestram filhos de funcionário do Banco do Brasil em Iaçu
Foto: Portal Bahia News
 
Homens armados sequestraram dois filhos de um funcionário do Banco do Brasil da cidade de Iaçu, centro-norte baiano, nesta quinta-feira (28).
 
Os bandidos estavam em um veículo prata e fugiram com as vítimas em direção à cidade de Milagres. Então, ligaram para o pai dos reféns e pediram uma quantia, que não foi revelada pela polícia, como resgate, que foi realizado. Após o pagamento, os jovens foram liberados na BA-046 entre a cidade de Iaçu e Milagres. Informações do site Portal Bahia News.
 
Compartilhar

Baiana de 16 anos se prepara para disputar Olimpíadas 2020

Publicado em 28/08/2014 às 08h21
Baiana de 16 anos se prepara para disputar triatlo Olimpíadas de 2020
Foto: Divulgação
 
A soteropolitana Beatriz Dumêt, de 16 anos, compete no seu segundo Mundial de Triatlo entre esta quarta (27) e a próxima segunda-feira (1º) em Edmonton, no Canadá. A jovem atleta é uma das promessas brasileiras para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.
 
Com três anos de dedicação à modalidade, ela disputa as provas de aquatlo e triatlo sprint (250m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida, a metade do triatlo olímpico), modalidades com participantes até 19 anos. Em entrevista ao jornal A Tarde, ela comenta as expectativas para a competição.
 
"Treino duro para isso. E, para melhorar meu desempenho, tenho buscado aprimorar técnicas, principalmente na transição (das modalidades). Por todo o trabalho que tenho feito, não estou distante de atingir as minhas metas", disse a triatleta. Beatriz se prepara para ser a primeira baiana a disputar uma Olimpíada na categoria, já que conquistou as duas etapas de 2014 no circuito profissional. No Campeonato Brasileiro, ela está no top 3 profissional júnior, enquanto no amador até 19 anos tem o melhor tempo nas categorias por idade.
 
Beatriz começou no triatlo depois de abandonar a ginástica artística, cansada das lesões. "Sei que eu ainda tenho que melhorar, em especial na natação, esporte que só treinei pela primeira vez aos 13 anos. A Bárbara Santos (primeira colocada no profissional júnior brasileiro), por exemplo, treina natação desde os cinco. Quando disputo com ela, já saio da água 40 segundos atrás. Aí, fica difícil recuperar. Porém, estou focada nos treinos. Tenho abdicado de muita coisa na vida pessoal, mas tudo vai valer a pena quando conseguir representar a Bahia nas Olimpíadas de 2020, 2024 e, quem sabe, 2028", concluiu.
 
Compartilhar

Grupos explodem caixas eletrônicos em três cidades baianas

Publicado em 28/08/2014 às 08h16

Criminosos explodiram oito caixas eletrônicos de três cidades baianas na madrugada desta quarta-feira (27). Em São Gonçalo dos Campos, município localizado a 108 quilômetros de Salvador, todos os caixas eletrônicos do Banco Bradesco foram destruídos hoje. Segundo informações da delegacia da cidade, por volta das 2h, pelo menos dois homens arrombaram a agência que fica na praça Matriz.

 

 

Além dos terminais, a parte interna da agência também foi atingida pela explosão. Os criminosos fugiram com todo o dinheiro roubado dos três caixas eletrônicos. Eles ainda não foram identificados pela Polícia Militar de São Gonçalo, Feira de Santana e Santo Estevão, que realizam buscas na área.

No município de Vera Cruz, na Região Metropolitana de Salvador, o crime aconteceu por volta das 2h30 na rua da Rodagem, situada no distrito de Tairu.Três terminais de autoatendimento que ficavam dentro do supermercado Bolão foram explodidos nesta madrugada.

Segundo informações da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Vera Cruz), testemunhas relatam que pelo menos 10 homens fortemente armados participaram da ação. Eles arrombaram o estabelecimento e explodiram dois terminais da Caixa Econômica Federal e um do Banco 24 Horas. 

O grupo fugiu em dois veículos - um destes carros foi identificado como uma Ford Ranger branca. A Polícia Militar da região, que realiza buscas pelos envolvidos, também verifica se alguma das câmeras do supermercado registrou a ação.

O objetivo é de que estas imagens possam ajudar a identificar os integrantes da quadrilha. Ainda na Região Metropolitana de Salvador, por volta das 6h, dois caixas eletrônicos do Banco do Brasil foram explodidos em Pojuca.

A Polícia Civil não soube informar quantos homens participaram na ação, nem a quantia levada pelos bandidos. Os caixas eletrônicos que foram alvos da ação ficaram completamente danificados. Os envolvidos no crime ainda não foram identificados e presos.

 

Fonte: iBahia

Compartilhar

Ibope traz Souto com 44%, Rui com 15% e Lídice, 9%

Publicado em 28/08/2014 às 08h09
  • Paulo Souto lidera, seguido por Rui e Lídice, de acordo com pesquisa

O democrata Paulo Souto continua na liderança da corrida eleitoral na Bahia, de acordo com pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira, 27. O ex-governador que no levantamento de julho aparecia com 42% das intenções de voto, agora está com 44%. Com esse resultado, ele ganha em primeiro turno.

A novidade dessa pesquisa é a mudança no segundo lugar. A senadora Lídice da Mata (PSB) que antes ocupava a segunda posição com 11%, caiu para 9% e foi ultrapassada por Rui Costa (PT) com 15%. Antes o petista tinha 8% das intenções de votos.

Entre os entrevistados, 16% disseram que votam em branco ou nulo e 14% estão indecisos. A margem de erro é de 3% para mais ou menos. A pesquisa ouviu 1.008 pessoas entre 23 e 25 de agosto.

Rogério Tadeu Da Luz (PRTB) se manteve na quarta posição com 1%. Renata Mallet (PSTU) continuou com 1% e Marcos Mendes (PSOL), que antes aparecia com 1%, não pontuou nesse levantamento.

O Ibope simulou um segundo turno entre Souto e Lídice, já que eram os úncios candidatos que apresentavam mais de 10% de intenções de votos na pesquisa anterior. Nesse cenário, o democrata venceria com 49% dos votos contra 17% de Lídice. Os números de eleitores que disseram que votariam em branco ou nulo foi de 18% e 16% de indecisos.

Rejeição

O postulante ao Estado com maior rejeição foi Da Luz com 21%, seguido de Souto e Lídice, que estão empatados com 20%. O petista Rui Costa aparece com 17% de rejeição e Marcos Mendes e Renata Mallet com 15%. Dez por cento dos eleitores não rejeitam nenhum candidatos e 32% não souberam informar.

Wagner

O instituto também questionou os eleitores sobre a aprovação do governo de Jaques Wagner. A maioria dos entrevistados (38%) acham a gestão petista regular, 26% avaliaram como boa, 12% como ruim, 5% como ótima e 4% não souberam informar.

Fonte: A Tarde 

Compartilhar

20% dos brasileiros entre 18 e 25 anos nem trabalha, nem estuda

Publicado em 28/08/2014 às 08h02

Jovens que não estudam e nem trabalham passaram a ser intitulados como “Geração Nem Nem”. O tema, debatido na novela da Rede Globo, “Geração Brasil, é discutido há anos pelos governos estaduais de todo o país, que tentam reduzir o número de jovens que se encaixam nesse perfil. N

a chamada “Geração Nem Nem”, aqueles que deveriam ser o “futuro” do país, seguem suas vidas como um barco sem direção sem nenhuma perspectiva, ou seja, nada de trabalhar nem estudar. No Nordeste 25% dos jovens estão neste perfil.

A média nordestina ultrapassa a média geral do país, que é de 19%, segundo dados da Secretaria do Trabalho Emprego e Renda do Estado da Bahia (SETRE). A região do Sul o índice é 13% e o Sudeste 17%. A secretaria, no entanto, dispõe de dados referentes a 2009, e são contabilizadas pessoas na faixa etária de 14 a 29 anos.

Conforme a última pesquisa divulgada da UniversidadeEstadual do Rio de Janeiro, um em cada cinco brasileiros entre 18 e 25 anos não trabalha nem estuda. Na parcela da população com renda per capita de até R$ 77,75, a geração “Nem Nem” chega a 46,2%.

Conforme o secretário de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (SETRE), Nilton Vasconcelos, há uma constante preocupação do estado em adotar políticas para reduzir os índices. “O governo investe na formação de profissionais, foram 74 mil vagas de ensino profissionalizante, mais de 18 unidades novas de cursos preparatórios. Além disso, temos os programas voltados aos jovens, como o Pronatec, Trilha, Pro-Jovem Trabalhador”, explica.

Ele ressalta ainda que os estudos apontam que os jovens devem se qualificar antes de entrar no mercado de trabalho, no entanto, isso depende da renda familiar e da situação financeira do indivíduo.

“Vivemos um período de grande geração de emprego. Até 2013 foram mais de 20 milhões de empregos formais. Porém ainda não foi suficiente para atender a demanda. Mas a solução para o “Nem Nem” não é só o trabalho e sim a composição do estudo e trabalho”, ressaltou Vasconcelos. 

Márcia Ferraz tem 24 anos, terminou o Ensino Médio com 18 anos e atualmente não trabalha. “Faço alguns bicos. Comecei a trabalhar, mas acabei saindo e agora estou pensando no  que quero estudar. Por enquanto está tranquilo porque meus pais me sustentam, mas vai chegar um momento que precisarei me sustentar sozinha”, afirma.

A jovem diz que não vê problema em se enquadrar no perfil da Geração Nem Nem. “Minha vida é normal, rotina tranquila, saio, me divirto, depois penso no que fazer profissionalmente”, diz. Ela afirma que hoje em dia existe muita possibilidade de estudos financiados pelo governo, ou programas como o Prouni, mas não se inscreveu em nenhum desses.

A psicóloga Jackeline Kruschewshy, disse que um dos fatores que levam os jovens a se enquadrarem neste perfil é a falta de expectativa. “A falta de um projeto de vida em razão de um contexto social sem coerência com a manutenção da vida, não viabilizando um percurso que possibilite os jovens a construir um futuro viável para suas vidas. Quem ganha dinheiro hoje no nosso país? Quem ganha um papel de destaque na mídia? O que uma pessoa deve fazer para ter sucesso?. Ao tentarmos responder essas perguntas percebemos que nem sempre as pessoas que mais estudam, que mais se dedicam ao trabalho e que são honestos em suas atividades serão mais reconhecidas”, disse.

Ela enfatiza, no entanto, que a melhor solução para evitar essa situação seria orientação profissional nas escolas com a finalidade de causar desejo nestes jovens que não sabem o que querem e se acomodam diante da vida.

“O problema poderia ser resolvido com escolas mais atrativas, professores mais preparados e projetos socioeducativos que visem valorizar os estudos como o caminho para uma vida melhor.  As pessoas precisam se dar conta de que o caminho é o estudo”, afirma.

Para o titular da SETRE, é necessário ampliar as políticas de inserção no ambiente de trabalho e acadêmico. “É imprescindível o reforço dessas políticas que ampliam a educação. O jovem precisa priorizar o estudo e o estado continuar qualificando-os para o mercado de trabalho, que a cada dia requer profissionais mais preparados e crescer a economia para gerar mais oportunidade”, concluiu Nilton Vasconcelos.

A psicóloga Kruschewshy alerta para os efeitos que esse modo de vida pode gerar. “Os efeitos estão visíveis no consumo exacerbado de álcool, drogas, sexo, comidas e objetos. Associados a estes um número também significativo de sofrimento psíquico, levando ao distanciamento social e a utilização do mundo virtual como possibilidade de convívio social”, disse. 

FOnte Tribuna da Bahia

Compartilhar

Jacobina: será instalada Fábrica da Torres Eólicas do Nordeste

Publicado em 28/08/2014 às 07h59

O município de Jacobina, localizado a 340 quilômetros de Salvador, foi o endereço escolhido para sediar a Torres Eólicas do Nordeste (TEN), fábrica de torres de aço para aerogeradores. Joint venture criada pela brasileira Andrade Gutierrez e pela francesa Alstom, a TEN vai gerar 250 empregos diretos e mais 600 indiretos – a maioria ocupada por moradores da região – e terá capacidade para produzir 200 torres por ano. Fruto de um investimento de 30 milhões de euros, a fábrica terá 22 mil metros quadrados de área construída, em um terreno de 140 mil metros quadrados, e deverá iniciar sua produção ainda este ano.

Segundo o secretário da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia, a chegada da empresa vai contribuir para o desenvolvimento da cadeia de suprimento de nacelles, torres, hubs e pás. “Hoje, cerca de 80% dos parques eólicos do país ficam na região Nordeste. Neste cenário, a Bahia vem se consolidando como um dos principais polos geradores de energia eólica do país”, afirma.

De acordo com Marcos Costa, presidente da Alstom Brasil, a escolha de Jacobina deve-se ao fato do município estar localizado próximo aos principais projetos eólicos da região. “É muito importante para os clientes locais contarem com fornecedores próximos de seus parques eólicos. Isso reduz os custos logísticos, tempo de entrega e aumenta a garantia de segurança no transporte”, diz.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhar

Candidatos participam de debate na Band nesta quinta

Publicado em 28/08/2014 às 07h56
Eleições Bahia: Candidatos participam de debate na Band nesta quinta
Foto: Evilásio Júnior / Bahia Notícias
 
Os candidatos ao governo do Estado participam, nesta quinta-feira (28), de um debate sobre suas propostas de governo na Band Bahia a partir das 22h. No decorrer do dia, contudo, os postulantes seguem com agendas diversas.
 
Rogério Tadeu Da Luz (PRTB) participa de entrevista à Rádio Tropical de Antas pela manhã, momento em que Marcos Mendes (PSOL) fala no programa “Que Venha o Povo”, da TV Aratu. Rui Costa (PT) aproveita o dia para se reunir com coordenadores de campanha, assim como Paulo Souto (DEM). Renata Mallet (PSTU) também participa de reunião com assessoria, antes de conceder entrevista a um portal de notícias. Lídice da Mata (PSB), participa de entrevista à Rádio Subaé e, depois, se prepara para o debate.
 
Compartilhar

Estiagem põe um terço das cidades em situação de emergência

Publicado em 28/08/2014 às 07h54

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu, ontem, a situação de emergência de 106 municípios da Bahia por conta da falta de chuva. Com isso, sobe para 145 o número de cidades que sofrem com a estiagem prolongada no estado, o que corresponde a mais de um terço dos 417 municípios.

O reconhecimento foi publicado no Diário Oficial da União e deve ajudar a agilizar o processo de aquisição de alguns benefícios, como ração para gado e carros-pipa, para amenizar os danos climáticos. Em Lajedinho, por exemplo, onde em dezembro passado as chuvas provocaram estragos e deixaram mais de 800 desabrigados ou desalojados, agora é a seca que preocupa.

Segundo o prefeito Antônio Mário Lima, dois dos quatro poços artesianos locais secaram e dois carros-pipa levam água para as áreas mais distantes. “São 4.800 habitantes, mas a população vive em uma área de 850 m². São necessárias mais de 200 viagens todos os meses para levar água a todos”, conta. Com o atestado, fica mais fácil conseguir recursos. “O reconhecimento ajuda na dispensa de algumas formalidades.

A prefeitura pode abrir mão, por exemplo, de licitação para contratar carro-pipa”, explica o superintendente de Proteção e Defesa Civil (Sudec), Salvador Brito. Segundo ele, o governo estadual tem ajudado na construção de cisternas, adutoras e poços artesianos, entre outros.

Nº Município
1 Abaíra
2 América Dourada
3 Anagé
4 Aracatu
5 Baixa Grande
6 Barra
7 Barra do Mendes
8 Barro Alto
9 Belo Campo
10 Boa Nova
11 Boa Vista do Tupim
12 Bom Jesus da Serra
13 Bonito
14 Brumado
15 Caculé
16 Cafarnaum
17 Canarana
18 Cândido Sales
19 Canudos
20 Capela do Alto Alegre
21 Capim Grosso
22 Caraíbas
23 Central
24 Conceição do Coité
25 Condeúba
26 Contendas do Sincorá
27 Cordeiros
28 Cravolândia
29 Dom Basílio
30 Encruzilhada
31 Érico Cardoso
32 Feira de Santana
33 Gavião
34 Gentio do Ouro
35 Guajeru
36 Ibiassucê
37 Ibipeba
38 Ibipitanga
39 Ibiquera
40 Ibitiara
41 Ibititá
42 Ibotirama
43 Ichu
44 Igaporã
45 Irecê
46 Itaberaba
47 Itaeté
48 Itaguaçu da Bahia
49 Itiruçu
50 Itiúba
51 Ituaçu
52 Jacaraci
53 Jacobina
54 Jequié
55 João Dourado
56 Juazeiro
57 Jussara
58 Lafaiete Coutinho
59 Lagoa Real
60 Lajedinho
61 Lajedo do Tabocal
62 Lapão
63 Licínio de Almeida
64 Macajuba
65 Macaúbas
66 Macururé
67 Maetinga
68 Malhada de Pedras
69 Maracás
70 Marcionílio Souza
71 Mirangaba
72 Monte Santo
73 Morpará
74 Mortugaba
75 Mulungu do Morro
76 Nordestina
77 Nova Fátima
78 Oliveira dos Brejinhos
79 Palmas de Monte Alto
80 Paramirim
81 Paratinga
82 Pé de Serra
83 Piatã
84 Pindaí
85 Pintadas
86 Piripá
87 Planalto
88 Presidente Jânio Quadros
89 Quijingue
90 Remanso
91 Riachão do Jacuípe
92 Rio de Contas
93 Rio do Pires
94 Ruy Barbosa
95 Santa Inês
96 São Gabriel
97 Seabra
98 Sebastião Laranjeiras
99 Senhor do Bonfim
100 Sobradinho
101 Tanhaçu
102 Tanque Novo
103 Tremedal
104 Uauá
105 Várzea da Roça
106 Várzea Nova

Fonte: Correio

Compartilhar

Arimo fwR bsd b04s uppercase|bsd left uppercase b03s|Arimo left show fwR bsd b03s normalcase|||image-wrap|login news bsd fwB b01 c05 sbse|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login fwR||b01 c05 bsd|||